História do Basquetebol · NBB · Todos os posts

Campeonato Nacional: da CBB ao NBB

Ao chegarmos à reta final do Novo Basquete Brasil, promovido pela Liga Nacional de Basquetebol, vale a pena lembrar alguns dados interessantes da principal competição nacional, disputada desde 1965.

Franca é a equipe detentora do maior número de títulos (8). Curioso é que em cada uma das conquistas a equipe teve um nome diferente: Clube dos Bagres (71), Emmanuel (74), Amazonas (75), Francana (80), Ravelli (90 e 91), Sabesp (93), Cougar (97) e Marathon (98 e 99). Portanto a equipe francana poderá conquistar seu nono título se vencer Brasília nesta temporada 2010/2011. Os técnicos que dirigiram Franca nessas conquistas foram Pedro Murilla Fuentes (Pedroca) e Hélio Rubens Garcia.

O E.C. Sírio, tradicional equipe do basquetebol brasileiro e que, infelizmente, fechou as portas ao basquetebol obteve sete conquistas: 68, 70, 72, 78, 79, 83 e 88/89. O Sìrio foi dirigido por Angel Crespo, Cláudio Mortari e Dodi.

O C.A. Monte Líbano, que também encerrou suas atividades no basquetebol adulto, obteve cinco títulos (82, 84, 85, 86 e 87). Um sob o comando de Amaury Pasos e quatro com José Edvar Simões. Curiosidade: nos campeonatos de 86 e 87 Edvar teve como assistente Dante De Rose Junior.

Os demais campeões:

Corinthians (65, 66 e 69); Botafogo (67); Vila Nova-GO (73); Palmeiras (77); Tênis Clube de S.José (81); Rio Claro (92 e 94); Pit Corinthians-RS (94); Corinthians (96); Vasco (2000 e 2001); Bauru (2002); COC (2003); Unitri Uberlândia (2004); Telemar-RJ (2005); Universo Brasília (2007 e 2009/2010 já como NBB); Flamengo (2008 e 2008/2009 já como NBB).

Os técnicos que mais obtiveram títulos foram:

Hélio Rubens – 9 (seis com Franca, 2 com o Vasco e um com Uberlândia); Mortari – 5 (3 com o Sírio, um com Palmeiras e um com Rio Claro); José Edvar Simões – 5 (quatro com o M.Líbano e um com o Tênis Clube de S.José); Moacyr Daiuto – 3 (todos com o Corinthians) e Pedroca – 3 (todos com Franca).

Os demais técnicos campeões:

2 títulos: Angel Crespo (Sírio); Paulo Chupeta (Flamengo); Lula Ferreira (COC e Brasília)

1 título: Tude Sobrinho (Botafogo); Kanela (Vila Nova); Amaury Pasos (Monte Líbano); Dodi (Sírio); João Bosco (Rio Claro); Ary Vidal (Pit Corinthians); Flor Melendez (Corinthians); Guerrinha (Bauru); Miguel Ângelo (Telemar); José Carlos Vidal (Brasília).


Hélio Rubens – o maior vencedor de títulos nacionais

Anúncios

Um comentário em “Campeonato Nacional: da CBB ao NBB

Os comentários estão fechados.