História do Basquetebol · Jogos Pan-Americanos · Todos os posts

O basquetebol Brasileiro nos Jogos Pan-Americanos: masculino

Agora é a vez de falar dos rapazes. Esta também é uma história repleta de glórias com grandes conquistas e participação de importantes atletas.

Participação e conquistas

O basquetebol masculino participou de todas as edições dos Jogos Pan-Americanos desde o início (1951).

Conquistamos cinco medalhas de ouro (1971,1987,1999, 2003 e 2007), duas de prata (1963 e 1983) e seis de  bronze (1951, 1955, 1959, 1979 e 1995). E como não se lembrar da memorável conquista de 1987, quando vencemos a poderosa equipe norte-americana, dona da casa, enfrentando uma equipe repleta de atletas que viriam a ser astros da NBA como David Robinson e Danny Manning. Foi uma virada histórica, pois após estarmos perdendo por 25 pontos no intervalo vencemos por 120 x 115, com uma atuação brilhante de Oscar, Marcel e cia., liderados por Ary Vidal e José Medalha.

Os atletas que mais participaram dos Jogos Pan-Americanos foram:

Marcel (5), Adilson, Marquinhos, Carioquinha, Hélio Rubens e Wlamir (4). No total, 107 atletas participaram dos jogos.

A relação completa dos atletas brasileiros que disputaram os Jogos Pan-Americanos está o final deste post.

Os maiores medalhistas

4 medalhas: Adilson, Carioquinha e Marquinhos (1 ouro, 1 prata e 2 bronzes)

3 medalhas: Mosquito (1-o, 1p, 1b); Hélio Rubens (1-o, 2b); Wlamir, Bira, Fausto e Edson Bispo (1p e 2b); Algodão (3b).

Os técnicos

Nossa equipe masculina foi dirigida por oito técnicos. São eles

Ary Vidal (1979-b; 1987-o;1995-b); Kanela (1951-b;1959-b;1963-b); Edson Bispo* (1967; 1971-o;1975-b); Lula Ferreira (2003-o;2007-o); Hélio Rubens* (1999-o); José Medalha (1991); José Simões (1955-b); Brito Cunha** (1983-p).

*Hélio Rubens e Edson Bispo dos Santos foram os únicos a conquistarem medalhas como atletas e como técnicos.

** Brito Cunha foi o único a conquistar medalhas dirigindo as seleções masculina e feminina.

Relação completa de atletas que disputaram os Jogos Pan-Americanos – 107

Adilson, Alberto Seabra, Marson, Alex, Alfredo da Motta, Almir de Almeida, Amaury Pasos, Anderson Varejão, André, Rato, Dedé, Gema, André Bambu, Sucar, Ardelin, Josuel, Arnaldinho, Aylton, Caio Torres, Caio Cazziolato, Barone, Mosquito, Marino, Rosa Branca, Scarpini, Demétrius, Edson Bispo, Emil Rached, Evandro, Evaristo, Fausto, Brobró, Fransérgio, Fritz, Gerson, Gilson, Guilherme Teichman, Giovannonni, Godinho, Hélio Rubens, Helinho, Israel, Jathyr, J.Batista, Pipoka, J.Paulo, Janjão, Guerrinha, Joy, Saiani, J.Geraldo, J.Luiz, J.Olaio, Josildo, Leonardo Valadares, Zanon, Menon, L.Felipe, Luizão, Luiz Mello, Marcel, Marcelinho, Huertas, Marcelo Vido, Chuí, Marquinhos Abdala, M.Vinícius, Marquinhos, Mário Jorge, Massinet, Maury, Mayr, Michel, Carioquinha, Moacyr, Murilo, Nilo, Oscar, Paulinho Esteves, Montanha, Paulão, Paulo Villas Boas, Pecente, Renato, Cadum, Robertão, Rogério, Rolando, Sandro Varejão, Tião, Sérgio Macarrão, Sílvio, Thales, Tiago Splitter, Ubiratan, Valtinho, Vanderley, Victor, Waldemar, Waldyr Boccardo, Dodi, Nezinho, Willy, Bombarda, Minucci, Wlamir e Algodão.

As campanhas

No masculino foram 98 jogos, com 73 vitórias (74,5% de aproveitamento) Participamos de 7 finais e vencemos cinco vezes.

Os Estados Unidos foram nossos maiores adversários nas finais: 4 (2 vitórias em 1987 e 1999; 2 derrotas em 1963 e 1983) Os outros confrontos em finais foram contra Porto Rico (1971 e 2007) e Rep.Dominicana (2003) todos com vitória.

Os Estados Unidos são nossos maiores adversários (16 jogos – 4 v. 12d) e México (12 jogos – 10v 2d). Os demais adversários do basquetebol masculino: Argentina (9j – 7v 2d); Bahamas (1j – 1v); Canadá (11j – 9v 2d); Chile (1j – 1v); Cuba (11j – 8v 3v); El Salvador (1j – 1v); Ilhas Virgens (4j – 3v 1d); Panamá (4j – 4v); Peru (2j – 2v); Porto Rico (11j – 8v 3d); Rep. Dominicana (3j – 3v); Suriname (1j – 1v); Uruguay (6j – 6v) e Venezuela (5j – 5v).

Curiosidades

  • O maior placar do Brasil foi obtido contra o México (137×116, em 1987)
  • A maior diferença foi contra Suriname (79 pts – 135×56, em 1971)
  • O menor placar foi contra o México, em 1959 (49×50)
  • O primeiro jogo do masculino aconteceu em 1951, contra o Panamá – 62×44. O cestinha da equipe foi Alfredo da Motta com 68 pts em 6 jogos. O técnico: Kanela
  • Marcel é o atleta que mais participou de Jogo Pan-Americanos – 5 edições
  • Adilson, Carioquinha e Marquinhos ganharam 4 medalhas, sendo uma de ouro, uma de prata e duas de bronze
  • Ary Vidal e Kanela ganharam 3 medalhas. Ary ganhou 1 de ouro e 2 de bronze, enquanto Kanela ganhou 3 de bronze. Lula Ferreira obteve duas medalhas de ouro
  • Da equipe atual, Guilherme participou do ouro em 2003, Nezinho (ouro em 2007), Murilo (ouro em 2003 e 2007) e Marcelinho (ouro em 1999,2003 e 2007).
  • Hélio Rubens e Edson Bispo dos Santos foram os únicos a conquistarem medalhas como atletas e como técnicos
  • Brito Cunha foi o único a conquistar medalhas dirigindo as seleções masculina e feminina.
Anúncios