NCAA · Todos os posts

NCAA: “Final Four”

As “loucuras de março” da NCAA estão chegando ao fim. Nos dias 31 de março e 2 de abril teremos o “Final Four” com as quatro universidades que conseguiram sobreviver à maratona de jogos nesta fase: Kentucky, Louisville, Ohio State e Kansas.

Os jogos:

Kentucky x Louisville e Kansas x Ohio State.

Kentucky (Wildcats): pertence à conferência Southeastern e chegou ao “Final Four” com 36 vitórias e apenas 2 derrotas durante toda a temporada. Detentora de cinco títulos (1948, 1949, 1951, 1958, 1978) e três vice-campeonatos (1966, 1975 e 1997) é a grande favorita. No “March Madness” seu caminho para chegar às finais foi o seguinte: Western Kentucky (81-66); Iowa (87-71); Indiana (102-90) e Baylor (82-70). Média de pontos a favor 93,0; média de pontos contra 76,7.

Louisville (Cardinals): Campeã em 1980 e 1986 vem da conferência Big East. Seu recorde durante toda a temporada foi de 23 vitórias e 10 derrotas.  Para chegar ao “Final Four” enfrentou David (69-62); New Mexico (59-56); Michigan State (57-44) e Flórida (72-68). Tem média de 64,2 pts a favor e 57,5 pts contra.

Kansas (Jayhawks): Com três títulos (1952, 1988 e 2008) e cinco vice-campeonatos (1940, 1953, 1957, 1991 e 2003) ela vem da Conferência Big 12 com um recorde durante toda a temporada de 31 vitórias e 6 derrotas. No “March Madness” enfrentou Detroit (65-50); Purdue (63-60); North Carolina State (60-57) e North Carolina (80-67). Sua média de pts a favor é de 67,0 e pts contra 58,5.

Ohio State (Buckeyes): a única universidade entre as quatro a não ter ganhado a NCAA, mas com três vice-campeonatos (1961, 1962 e 2007). Ohio é da conferência Big Ten e seu recorde foi de 31 vitórias e 7 derrotas. Enfrentou Loyoloa (78-59); Gonzaga (73-66); Cincynatti (81-66) e Syracuse (77-70). Vem com média de 77,2 pts afavor e 65,2 pts contra.

O jogo está aberto. Façam suas apostas. Mas, principalmente, desfrutem desses jogos finais que, com certeza, serão muito bons.

Anúncios

4 comentários em “NCAA: “Final Four”

  1. Caro amigo Dante, não sou do basket mas imagino no Brasil, podermos ler uma noticia que teriamos uma final de basket com 4 universidades ( todas nossas ).por exemplo, uma universidade do Rio x PR, SP x RGS, MG x PE, AM x PI, com cobertura de toda a midia, com o povo sedento de esportes trocando de canais e vendo
    esportes, não apenas o futebol. As Universidades brasileiras e federações tem condição, só não tem cabeças pensantes.
    Indo por esta reflexão poderiamos pensar em clubes contratando universitários, universidades dando bolsas para atletas dos clubes
    Bons salarios para um grande nº de técnicos, preparadores físicos, médicos, psicológos, poderiamos até pensar em ter Jogos Olimpicos no Brasil com expectstiva de medalhas, bons resultados.
    apenas uma reflexão. talvez trocando os dirigentes velhos x dirigentes mais novos, apenas uma leve reflexão.
    Carlão

    1. Caro Carlão. Pena que o esporte universitário no Brasil, com raríssimas exceções, seja uma piada. As competições universitárias são meros pretextos para grandes badernas e bebedeiras sem fim.

  2. Otimo post prof Dante,nos ajuda muito nas transmissoes.
    Um grande abraco!!!
    Danilo Castro

Os comentários estão fechados.