Estatísticas · História do Basquetebol · Jogos Olímpicos · Todos os posts

O rendimento do Brasil nos Jogos Olímpicos

Amigos do basquetebol

Sábado (28 de julho) o basquetebol do Brasil fará sua estreia nos Jogos Olímpicos com a equipe feminina enfrentando a França. Domingo será a vez dos nossos rapazes contra a Austrália, marcando nosso retorno depois de uma longa ausência.

Para marcar nossas estreias apresento a vocês o quadro do rendimento brasileiro em todas as edições olímpicas, expresso pelas médias de pontos feitos e sofridos, classificação e vitórias/derrotas. Também será apresentado o rendimento das nossas equipes contras as seleções presentes nestes Jogos de 2012.

Desde sua primeira edição (1936 – Berlin), o Brasil marcou presença no masculino em 13 edições, sendo a última em 1996. Conquistamos 3 medalhas de bronze (1948, 1960 e 1964) e realizamos 100 jogos (57 vitórias e 43 derrotas).

Já no feminino, nossa primeira participação foi em 1992 (Barcelona) e desde então estivemos em todas as edições dos Jogos Olímpicos (5). Foram 34 jogos (18 vitórias e 16 derrotas), uma medalha de prata (1996 – Atlanta) e uma medalha de bronze (2000 – Sydney).

Veja no quadro abaixo como foi o rendimento de nossas equipes (média de pontos a favor, média de pontos contra, classificação, vitórias e derrotas) em cada uma das competições.

Masculino

1936 – 23,0 x 23,5 (9º) – 1/2*

1948 – 46,8 x 33,6 (3º) – 7/1

1952 – 58,6 x 54,5 (6º) – 4/4

1956 – 71,4 x 76,4 (6º) – 3/4

1960 – 72,3 x 71,6 (3º) – 6/2

1964 – 66,2 x 62,8 (3º) – 6/3

1968 – 75,2 x 62,6 (4º) – 6/3

1972 – 81,2 x 71,8 (7º) – 5/4

1980 – 93,9 x 87,3 (5º) – 4/3

1984 – 83,9 x 83,6 (9º) – 3/4

1988 – 113,1 x 101,0 (5º) – 5/3

1992 – 86,5 x 92,6 (5º) – 4/4

1996 – 90,6 x 94,6 (6º) – 3/5

*O Brasil venceu a Hungria por WO. Esta vitória não está computada.

Geral: 75,8 x 71,8

Feminino

1992 – 77,0 x 79,6 (7º) – 2/3

1996 – 86,6 x 75,0 (2º) – 7/1

2000 – 70,3 x 65,9 (3º) – 4/4

2004 – 80,9 x 75,0 (4º) – 4/4

2008 – 67,1 x 70,8 (11º) – 1/4

Geral: 77,2 x 72,6

Abaixo seguem as médias gerais dos resultados de cada um dos torneios

Masculino

1936 – 32,8 x 19,1

1948 – 54,3 x 30,9

1952 – 67,3 x 53,0

1956 – 81,8 x 59,0

1960 – 83,0 x 67,0

1964 – 74,2 x 59,5

1968 – 81,2 x 62,9

1972 – 82,4 x 65,1

1976 – 97,8 x 79,2 (Brasil não participou)

1980 – 96,7 x 76,3

1984 – 92,2 x 75,0

1988 – 96,2 x 75,0

1992 – 95,2 x 76,0

1996 – 95,1 z 73,5

2000 – 81,6 x 66,8 (Brasil não participou)

2004 – 85,7 x 73,3 (Brasil não participou)

2008 – 91,6 x 76,0 (Brasil não participou)

Geral: 80,4 x 62,2

Feminino

1976 – 89,1 x 69,3 (Brasil não participou)

1980 – 90,9 x 65,6 (Brasil não participou)

1984 – 71,9 x 55,9 (Brasil não participou)

1988 – 80,4 x 67,8 (Brasil não participou)

1992 – 83,2 x 68,4

1996 – 82,8 x 66,0

2000 – 75,2 x 56,7

2004 – 83,4 x 65,8

2008 – 81,4 x 61,0

Geral: 81,4 x 63,5

Contra os adversários nesses Jogos, nosso rendimento é o seguinte (v/d – pts a favor/ pts contra):

Masculino

Argentina 0/1 – 56,0/72,0

Austrália 3/3 – 81,7/77,2

China  3/0 – 82,7/66,0

Espanha 1/3 – 90,8/99,5

Estados Unidos 0/9 – 64,7/89,9

França 2/1 – 64,0/57,7

Grã-Bretanha 1/0 – 76,0/17,0

Lituânia 0/1 – 96,0/114,0

Rússia 1/8 – 66,1/74,3

Feminino

Austrália 2/4 – 65,6/79,4

Canadá 1/1 – 64,5/58,5

China 1/0 – 98,0/83,0

Estados Unidos 0/1 – 87,0/111,0

França 0/1 – 70,0/73,0

Rússia 2/4 – 70,0/75,0

Rep. Tcheca 0/1 – 62,0/74,0

Torcemos para que em Londres nossas equipes possam melhorar seus rendimento obtendo vitórias importantes e colocando o Brasil em lugar de destaque nos Jogos Olímpicos.

 

Anúncios

Um comentário em “O rendimento do Brasil nos Jogos Olímpicos

Os comentários estão fechados.