História do Basquetebol · Opinião do autor

Homenagem a um grande mestre

Amigos do Basquetebol

Escrevo este post com um grande sentimento de tristeza e de perda.

Ary Vidal nos deixou hoje. Grande comandante de nossa campanha no Pan de 1987, Ary deixou muitos ensinamentos e exemplos a serem seguidos.

Tive a honra e o orgulho de compartilhar com o Ary muitos momentos felizes do nosso basquetebol. A preparação daquela maravilhosa equipe foi feita quase que totalmente na Escola de Educação Física da USP e eu, como professor naquela época, tive a oportunidade de acompanhar tudo de muito perto e aprender muito com o mestre Ary.

Ary me tratava com muito carinho e me chama de “meu presidente”, pois na época eu era presidente da extinta BRASTEBA (Associação Brasileira de Técnicos de Basquetebol), pela qual Ary sempre batalhou e sempre prestou sua colaboração em cursos e clínicas.

Também presenciei um dos momentos mais incríveis da vida do Ary, quando em uma clínica em Buenos Aires (1988) Ary foi ovacionado pela plateia ao ser anunciado no congresso de abertura. Naquele momento senti um grande orgulho do nosso basquetebol e também constatei o respeito que Ary tinha de todos ali presentes.

Meu último contato com o mestre Ary foi no ano passado, na festa de encerramento do NBB4, quando fui “designado”, com muita honra, para conduzí-lo ao Esporte Clube Pinheiros, local da festa. E apesar das dificuldade que ele já apresentava, mantinha sua postura sempre elegante, educada e respeitosa.

Enfim, Ary Vidal é um exemplo a ser seguido. Não só pela competência como técnico de basquetebol, pela sua experiência mas, principalmente, pela forma como sempre tratou as pessoas.

Eu só tenho a agradecer pela curta , mas muito significativa, convivência com o Mestre Ary. Que ele tenha um grande equipe para dirigir onde estiver. E se não houver uma grande equipe ele, certamente a formará.

Valeu Ary.

Anúncios

3 comentários em “Homenagem a um grande mestre

    1. Caro Schitão
      Estamos solidários com essa dor dos irmãos de Santa Maria. Muita força para superar este momento muito triste, também aumentado pela morte de nosso grande amigo Ary.

  1. Estou muito emocionado nesse momento de dor pela perda do Ary Vidal e tb pela grande tragedia que se abateu aqui no RS, local onde resido, pelas mortes dos jovens no incendio da boate Kiss em SantaMaria. Faltam-me as palavras. Porem o dever moral de me expressar nesse instante torna-se imperativo. Conheci o Ary Vidal a
    muito tempo atras e tornamos-nos amigos fraternos, pois quando encontravamos era emocionante. Lembro bem que a ultima vez que o encontrei foi em 2009, em Fortaleza, no Campeonato Brasileiro de Basquetebol Master

Os comentários estão fechados.