Opinião do autor · Todos os posts

CBB em novos tempos???

Amigos do Basquetebol

Lendo a entrevista do Presidente eleito da CBB (Entrevista de Carlos Nunes – http://www.cbb.com.br/PortalCBB/Noticias/Show/10926 fiquei preocupado.

Nela, nenhuma palavra sobre a Escola Nacional de Treinadores. Será que foi por esquecimento do entrevistador ou do próprio Presidente quando se referiu às parcerias com o Ministério do Esporte, Leis de incentivo? Será que a ENTB faz parte  dessas parcerias?

Sempre me manifestei à favor da retomada do projeto da ENTB de forma consistente e que desse à Escola a importância que ela merece, independentemente de quem assumisse (ou reassumisse a presidência). O projeto deve ser independente do nome e sim um projeto institucional.

E como projeto institucional deve ser gerido por treinadores de basquetebol. Gente que vive o dia a dia, vive a quadra, conhece as necessidades e diferenças regionais.

É um projeto que não pode ser relegado a um enésimo plano, esperando por Campeonatos, Pré-Olímpicos, Mundiais, Jogos Olímpicos, etc…

Ele deve acontecer paralelamente a tudo isto. E para que isto aconteça deve ser independente, com aval da CBB (coisa que nunca neguei), mas não atrelado às mil atribuições de um Departamento.

Temos muita gente competente para tocar o projeto ENTB. Basta que a nova gestão reúna essas pessoas e tenha vontade de retomá-lo.

Estive na última reunião sobre a ENTB, a convite da CBB (apesar de não mais fazer parte da coordenação) e lá o nome do Prof. Flávio Davis foi indicado por unanimidade para coordenar a Escola.

Apesar de ter ouvido que meu nome  tinha restrições na CBB eu estava feliz, porque o Flávio assumiria com toda sua competência e experiência.

E  o que aconteceu? Novamente em função de um fato (as eleições), a ENTB foi esquecida e em nenhum momento Flávio Davis assumiu a coordenação da Escola.

Será que agora, com o fim das eleições, com projetos aprovados a ENTB poderia voltar a ser lembrada?

Espero que nesses novos tempo nossa Confederação volte a olhar pela ENTB, dando aos treinadores a possibilidade de desenvolver este projeto maravilhoso.

Anúncios

4 comentários em “CBB em novos tempos???

  1. O Basquetebol não pode parar! É preciso dar continuidade ao trabalho iniciado na e pela ENTB.
    Quanto ao nome FLÁVIO DAVIS. Quero manifestar minha alegria e satisfação em te-lô a frente da ENTB. Será uma honra para nos Mineiros. Eu apoio sem restrição.

  2. Professor Dante!
    Compartilho da mesma preocupação!
    Desde que soube da iniciativa de criação da ENTB, me animei em participar ainda que na época estivesse morando em Manaus (ficando assim claro as dificuldades de deslocamento que tive para ir a São Paulo).
    Ter um momento de troca de experiência, de compartilhamento técnico e tático, de conhecimento de novos colegas, de aprendizagem é extremamente imprescindível para a melhoria do basquete nacional.
    Eu enchergo até hoje, minhas idas aos cursos da ENTB, como momentos de renovar minha visão e esperança nesse esporte. Quer as pessoas concordem com a escola, com o formato dela, com sua ideologia, com quem esteja a frente dela, ou não…Creio que uma coisa é certa, quem quer realmente ver o basquete crescer sabe que os treinadores de basquete do Brasil precisam ter um momento juntos para pensar, comer e respirar basquete.
    Não dá mais para brincar de cada um por si e Deus por todos, precisamos pensar como uma única equipe “em todo o Brasil” !
    Houveram melhorias na gestão atual da CBB, o que inclusive inclui a criação da ENTB. Mas creio que a escola tem que progredir no sentindo de começar a andar com as próprias pernas! Que se cobre uma mensalidade, mas temos que quebrar esse vício que impera em nosso país de não se dar continuidade…
    Na falta de um calendário da ENTB, já estou vendo a possibilidade de fazer cursos em outros lugares. Não dá para parar!
    Abraço!

  3. o senhor é uma piada de péssimo gosto. quando estava na Escola, tudo era festa, tudo era bom. o que mudou? a sua saída.o interesse é só pessoal de tua parte, guri. nada mais.

    agora está lá na LNB fazendo o mesmo papel que fez na CBB. coisa feia…

    p.s. sei que esse comentário não será publicado, pois tua postura é essa

    1. Sr. Carlos

      Inicialmente gostaria de conhecê-lo para ter um melhor juízo de valor quanto ao seu comentário. De resto, deixo para os seguidores do blog que julguem suas palavras em relação à minha postura.

      Grande abraço e obrigado por seguir o blog.

Os comentários estão fechados.