História do Basquetebol · Mundial Masculino · Todos os posts

Mundial – 1963: Brasil vence a União Soviética e está a um jogo do Bi

Amigos do Basquetebol

Foi uma noite de gala.

O Brasil, com uma exibição exuberante de Victor Mirshauska, derrotou os temidos soviéticos (90×79 – 43×42) e está a um jogo do Bi-Campeonato.

Apesar da brilhante atuação de Petrov (32 pontos) e da grande diferença física entre as equipes, o Brasil esbanjou categoria e raça. Impôs aos russos um jogo de velocidade e contou com a pontaria certeira do nosso ala Victor que esteve perfeito nos arremessos, anotando 27 pontos.

Além de Victor, o Brasil ainda contou com a costumeira eficiência de Amaury (16pts) e Wlamir (20pts) e a garra e força dos pivôs Ubiratan (9pts) e Sucar (2pts) que dominaram o garrafão e encararam os gigantes soviéticos. Rosa Branca também teve atuação destacada marcando 14 pts. Waldemar completou o marcador com 2 pts.

O jogo teve a arbitragem de Padilha (Uruguay) e Cicoria (Itália).

O jovem Menon, que não atuou nesta partida destacou a atuação de seu colega de equipe Victor, não só pelos arremessos certeiros, mas também pela garra demonstrada pelo ala brasileiro.  Menon também afirmou que estava se preparando para entrar na posição de pivô (que não é a dele) para substituir Sucar ou Ubiratan, pois os dois estavam pendurados por faltas, mas não foi necessário. Mesmo assim o jovem astro brasileiro vibrou demais  no banco de reservas.

Esta vitória dá ao Brasil a chance de depender somente de suas forças na última rodada para alcançar o Bi- Campeonato quando jogaremos contra os americanos.

No outro jogo da rodada com arbitragem do brasileiro Hélio Louzada, os Estados Unidos confirmaram seu favoritismo e venceram a Itália por 101 x 73 com destaque para Shipp (20 pts) e Reed (19 pts). Pela Itália o destaque foi Vianello com 22 pts.

Hoje mais dois jogos pelo grupo que disputa de 1o. a 7o. lugares: França x Yugoslávia e Itália x Porto Rico. Lembrando que uma derrota da Yugoslávia dará ao Brasil o título antecipado.

Pelo grupo de consolação tivemos os seguintes jogos: Uruguay 76 x 73 México com arbitragem de José de Oliveira e Canadá 78 x 74 Japão com arbitragem de Luiz Marzano.

Com esses resultados encerra-se o torneio de Consolação disputado em Petrópolis com a seguinte classificação:

8 – Argentina; 9- México; 10 – Uruguay; 11 – Canadá; 12 – Peru; 13 – Japão.

Equipe brasileira que iniciou o jogo contra a União Soviética com destaque para o camisa 13 Victor Mirshauska cestinha da partida com 27 pts
Equipe brasileira que iniciou o jogo contra a União Soviética com destaque para o camisa 13 Victor Mirshauska cestinha da partida com 27 pts
Anúncios