Psicologia do Esporte

Agressividade vs. Agressão

Amigos do Basquetebol

Um dos temas mais interessantes da Psicologia do Esporte diz respeito á Agressividade.

Normalmente, essa característica, que tem traços positivos, é confundida com a agressão que tem uma conotação negativa.

Para tentar esclarecer um pouco mais sobre este assunto utilizei o livro Sport Psychology: key concepts (Ellis Cashmore – Ed. Routledge, Londres, 2002), do qual fiz a tradução e as adaptações.

A agressão é um termo  para definir comportamentos que envolvem hostilidade, violação e prejuízo físico. Mas há controvérsias a respeito desses comportamentos. Alguns autores defendem que nem sempre o prejuízo físico é intencional. No esporte alguém pode ferir um companheiro acidentalmente e isto não pode caracterizar uma agressão.

Assim sendo, pode haver dois tipos de agressão:

Hostil, quando há a  intenção de causar dano a alguém e Instrumental quando não há a intenção de machucar ou causar dano, mas sim criar uma situação para dificultar a ação de um adversário ou equipe. Exemplo no basquetebol seria a falta anti-desportiva. Ela tanto pode conter um componente hostil (com a intenção de provocar um dano ao adversário), quanto pode servir para parar um contra-ataque sem que, necessariamente, qualquer dano seja causado.

A linha que separa a agressão hostil da instrumental, muitas vezes, é muito tênue e difícil de ser determinada, o que pode causar muitos problemas entre os atletas.

A agressividade, por sua vez, é a expressão de um comportamento assertivo, dominante e forte com objetivos bem definidos, mas que não envolvem, necessariamente, a intenção de causar danos, apesar de eventualmente isto acontecer pelo excesso de entusiasmo e força empregada.

No esporte, a agressividade é aplaudida e comemorada, enquanto a agressão carrega uma conotação negativa.

Como a agressividade ás vezes é utilizada para justificar comportamentos agressivos e que causam danos, autores como Husman e Silva recomendam o uso do termo “assertividade” para caracterizar o que entendemos por agressividade.

A agressividade ou assertividade é um tipo de comportamento que envolve frequentemente o uso legal da força física e até mesmo verbal e requer energia e esforço acima do normal. Esse comportamento não pode ser utilizado com a intenção de prejudicar outros atletas e tampouco violar as regras do esporte.

A agressividade no esporte é totalmente instrumental pois ela tem objetivos claros que podem ser específicos (como no caso de uma defesa pressão para retomar a posse de bola) ou gerais (como o domínio durante um jogo todo).  Ela deve ser demonstrada para que o objetivo fique claro e o adversário tenha a chance de se prevenir, dentro das regras do jogo.

A agressividade no senso comum é relacionada à garra e à vontade de vencer. É sempre um comportamento desejado mas que deve ser controlado para que não se torne uma agressão e prejudique os adversários e de certa forma, também a própria equipe.

Anúncios

3 comentários em “Agressividade vs. Agressão

  1. Já trabalhei anos como técnico de basquete, e entendo o que que dizer uma “agressividade” dentro do basquete. Uma equipe dever ter a sua marcação bem agressiva, quer dizer, uma marcação forte, induzir o adversário ao erro, uma marcação acirrada.
    No meu entender isso é ser agressivo dentro das normas táticas no basquete.
    Isso eu aprendi com o decorrer do tempo que atuei dentro da quadra, como técnico e assistente técnico de basquete.
    Abraços..

  2. É isso ai Dante! Quando atleta eu sempre fui muito agressivo em relação a bola, sem desmerecer os adversários e muito menos agredir los fisicamente. A vontade, raça, determinação, a agressividade é que de fato cria os lances mais bonitos do esporte, quem é que não se admira em ver num jogo de basquete uma bola possivelmente perdida na lateral ou fundo de quadra e um atleta acredita e não mede forças e nem esforços para a tornar viva?
    Forte abraço!

Os comentários estão fechados.