História do Basquetebol · Mundial Masculino · Todos os posts

Copa América: 10 equipes – 4 vagas

Amigos do Basquetebol

Dia 31 de agosto (até 11 de setembro) dez equipes do continente americano começarão em Caracas (Venezuela) a disputa pelas quatro vagas para participar da Copa do Mundo na Espanha em 2014.

Considerando que Estados Unidos já estão classificados, teremos cinco representantes naquele importante campeonato. Além disto podemos ainda ter mais uma equipe, pois a FIBA dispõe de 4 vagas que serão reservadas a países convidados e, com certeza, uma delas, será para o continente americano.

As dez equipes estão assim distribuídas:

GA: Uruguay, Porto Rico, Jamaica, Canadá e Brasil

GB: Argentina, Venezuela, México, Paraguay e Rep.Dominicana

Desses países, apenas a Jamaica nunca participou de um Mundial.

O Brasil participou das 16 edições do campeonato, sagrando-se Bi-Campeão em 1959 e 1963. Em 2010, na Turquia, obtivemos o nono lugar.

O Canadá é o país com maior número de participações depois do Brasil – 13 – e sua melhor colocação – 6o. – foi obtida nos mundiais de 1978 e 1982. Na Turquia, em 2010, o Canadá foi uma grande decepção ficando em 22o. lugar.

Na sequência temos a Argentina com(12 participações, campeã em 1950, vice em 2002 e 5o. lugar em 2010)

Porto Rico: 10 participações, 4o. lugar em 1990 e 18o. em 2010

Uruguay: 7 participações, 6o. em 1954 e sua última participação deu-se em 1986 com um decepcionante 24o. lugar.

México: 4 participações, 8o. em 1967 e sua última participação foi em 1974

Venezuela: 3 participações, 11o. em 1990 e 24o. em 2006, sua última participação

Rep. Dominicana: única participação em 1978 com um 12o. lugar

Paraguay: única participação em 1950 com um 9o. lugar.

Em minha opinião as vagas deverão ser disputadas por Brasil, Argentina, Canadá, Porto Rico, Rep. Dominicana e Venezuela. O Uruguay tem alguma chance, enquanto que Paraguay, México e Jamaica não terão qualquer chance de obter um dos postos.

A campanha do Brasil em Mundiais contra as equipes que participarão da Copa América é a seguinte: 26 jogos  – 21 vitórias e 5 derrotas.

Argentina: 1V – 4D

Uruguay: 4V

Porto Rico: 7V – 1D

Canadá: 5V

México: 2V

Paraguay: 2V

Será um empreitada muito difícil para nossa seleção, considerando que muitos atletas experientes solicitaram dispensa da equipe por diferentes motivos. Estou preocupado com a sorte do Brasil na Copa América. Todas as dificuldades enfrentadas por nossa seleção nos pintam um quadro preocupante para obter uma das quatro vagas para a Copa do Mundo.

Temos que encarar a realidade. Nosso time depende fundamentalmente de dois jogadores: Huertas e Alex. Giovannonni também é uma peça importante pois sua experiência não pode ser descartada. Mas temos que reconhecer que nossos pivôs terão muitas dificuldades para enfrentar seus pares. Não temos matadores e nosso time, para padrões internacionais é muito baixo.

Realmente, é uma situação difícil para a comissão técnica que está tentando fazer o possível com esse elenco. O que me deixa mais preocupado é que, caso obtenhamos a vaga (ou sejamos convidados), os problemas continuarão para 2014, pois ninguém garante a volta dos nossos internacionais. Temos que torcer muito para que o Brasil mantenha a condição de ser, juntamente com os Estados Unidos, o único país a participar de todos os Mundiais.

Alguns colegas técnicos e ex-atletas também emitiram suas opiniões sobre a participação do Brasil e os prováveis classificados:

Sérgio Macarrão (ex-atleta):  Independente de pedidos de dispensa de inúmeros jogadores, confio no treinamento e nesses jogadores. Nosso momento (basquete brasileiro) é péssimo, mas jogadores desse nível tem caráter e o mínimo que  podemos fazer é apóia-los. Além disso Magnano e Duró são “top”. Quanto aos classificados é impossível prever; com tantos desfalques espero por jogos difíceis. Esse torneio em Porto Rico dará idéia do que poderemos esperar. Mas resumindo, apesar de tudo que se faz de errado no basquete brasileiro,    a história nos mostra que tudo pode acontecer. Se eles conseguirem formar um grupo realmente unido. Só não podemos ficar fora do mundial.

Cadum (ex-atleta): Estou meio com o pé atrás. Acho que podemos nos classificar, mas vai ser no sufoco. Não temos um “matador” no time. E as jogadas estão muito concentradas nas mãos do Huertas. Já foi mais que provado que fica difícil conseguir boas atuações do time, quando o destaque é o nosso armador. Os prováveis classificados: Porto Rico, Argentina, Rep. Dominicana e Brasil.

Chuí (ex-atleta):  O Brasil vem renovado, sem sua força máxima. Apesar de ser um time mais baixo que do ano passado, neste campeonato não vai sentir muito. Temos que ter uma boa defesa e algumas diferentes, pressão, pois estamos mais baixos. Esta situação vai mostrar que temos um bom número de jogadores querendo fazer sua história no basquetebol brasileiro. Classificados: Brasil, Argentina, Porto Rico e Venezuela.

Alberto Bial (técnico do Basquetebol Cearense): O Brasil preparou um time para classificar bem nesta Copa. Entendo que Raulzinho, Hetsheimer e nosso guerreiro Alex irão se destacar durante a competição. Gosto também da forma mais uma vez como o Mangano prioriza a chama do coletivo e da busca de algo maior para o time. Acho a Republica Dominicana, Porto Rico, Can e Venezuela perigosíssimos.  A Argentina do Scola é sempre candidata. Mexico e Canada podem estar fortes. Arrisco Brasil, Argentina, Dominicana e Canada.
Tácito Pinto Filho (técnico das categorias de base da “A Hebraica” – SP): A expectativa é da classificação do Brasil para o mundial mas acho que será uma competição com muitas dificuldades pela ausência de alguns jogadores. Classificados: Brasil , Argentina, Canadá e Porto Rico não necessariamente nesta ordem.
Anúncios

2 comentários em “Copa América: 10 equipes – 4 vagas

  1. Caro Dante, bom dia. Tudo bem ? Por ser amante do basquete e fã do Magnano, esta seleção me deixa preocupado. Os 20 pontos que tomamos de uma Argentina muito desfalcada, nos mostra a fragilidade do time. Acompanhei os jogos e vi muito erros primários de passe, 5×5, rotação do jogadores e falta de velocidade para gerar oportunidades de chute e infiltração. Ontem, contra Porto Rico, jogamos melhor, mas erramos nos momentos cruciais, com afobação e o jogo muito concentrado no Huertas. Conforme colocado acima, precisamos de um definidor, o que Porto Rico tem de sobra. Dados os desfalques das equipes, torcerei muito para que possamos novamente participar. Confio no grupo e temos que aplaudir a todos que estão se dedicando ao máximo. Falta qualidade, mas é este nosso grupo. Na minha opinião, Porto Rico Argentina (ou Scola), Venezuela (pelo fato de jogar em casa) e Brasil ou República Dominicana serão os classificados. Vamos Brasil !!!!!!!!!!!! Estamos com vocês !!!!!!!!!

  2. Neto
    Treinador de categorias de base e ex atleta.
    Independente de ser um jogo amistoso, ontem percebi algumas serias dificuldades no ataque da nossa seleção principalmente jogando contra zona, quando a bola de fora não cai, jogamos no sufoco!
    A ausência de nossos grandes nomes no garrafão seria crucial!
    Teremos grandes dificuldades, jogando contra Republica Dominicana, Porto Rico e claro Argentina.
    Nao acredito no título, mas na classificação!

Os comentários estão fechados.