Colaboradores · Psicologia do Esporte · Todos os posts

Trabalho em equipe

Amigos do Basquetebol

Mais uma brilhante colaboração do grande amigo e excelente profissional Hermes Balbino

“Como conquistar vitórias com a capacidade do trabalho em equipe? Na competição da vida diária, existe uma tendência à valorização da face individual do sucesso. Pouco se fala do trabalho de uma coletividade para que muitas vezes somente umchegue ao reconhecimento evidenciado por uma medalha ou uma premiação. Existem algumas modalidades esportivas que retratam esse cenário que é social e também presente no mundo corporativo. No futebol, por exemplo, os jogadores que fazem os gols são atletas muito valorizados por todos. No entanto, para que eles possam se destacar com suas marcas em uma partida, é preciso que recebam o passe para o arremate final, ou que os defensores impeçam a ação da ofensiva adversária, o que resulta em um desarme, para que ocorra uma armação de ataque que resulta no passe final rumo ao chute fatal.

Temos outro exemplo para ilustrar a importância do trabalho em equipe: o tênis, uma modalidade essencialmente individual. Nem o técnico pode entrar na quadra para instruir a atuação tática ou corrigir alguma técnica do tenista durante um jogo. O atleta atua solitariamente, mas em sua preparação, recorre aos profissionais que podem dar suporte para os desempenhos ousados dos vencedores. Novak Djokovic, tenista sérvio que é hoje um dos mais vencedores dos últimos dez anos, dá um exemplo do reconhecimento ao trabalho de grupo que sustenta os vencedores, quando publicamente agradece aos seus técnicos e companheiros de treinamento, e mostra que sem a dedicação e o trabalho profissional dos especialistas, talvez não chegasse às seguidas vitórias em jogos e às conquistas de tantos campeonatos.

Seja no futebol, ou no tênis, leva-se algum tempo para entender isso. É um processo de operação conjunta, cooperativa e de desapego do ego, pois em nossa sociedade o valor dado às conquistas que levam às pessoas à posição de superastro sufoca a necessidade de funcionar especificamente para os ganhos e resultados do trabalho do conjunto, tomado como um todo.

Michael Jordan, um dos maiores atletas do basquetebol de todos os tempos, após ganhar seis títulos da NBA, campeonato americano de basquetebol, afirma que “havia um entendimento quanto ao papel que cada um dos 12 jogadores desempenhava; conhecíamos nossas responsabilidades e habilidades. Quando pisávamos em quadra, sabíamos do que éramos capazes. Em situações de pressão, os jogadores pareciam se conectar uns aos outros, como um conjunto coeso. É por essa razão que conseguíamos vencer tantas disputas apertadas. Foi por isso que conseguimos derrotar equipes mais talentosas”.

Muitos vencedores no esporte e na vida dizem que ao projetar e alcançar resultados em equipe, as recompensas individuais serão fruto da doação incondicional.

Diz Michael Jordan: “prefiro contar com cinco jogadores menos talentosos, porém dispostos a fazer coisas juntos do que com cinco que se consideram astros e não se mostram dispostos a se sacrificar em prol do conjunto”.

Se você pode fazer algo dar certo em equipe, faça dar certo com a equipe! “

Anúncios

2 comentários em “Trabalho em equipe

  1. Parabéns Dante, é bem por ai, tudo que se faz em equipe tende a ser melhor. Ouvi uma frase do prof. Gretz esta semana que diz muito isso ” sabe qual a pessoa mais importante pra gente? quem esta ao seu lado, faz tudo pra ela estar feliz e você tbm, será feliz” vou guardar pra sempre isso, abs Celso Batistucci.(E Vai Corinthians!!!)

Os comentários estão fechados.