Estatísticas · Mundial Masculino · Todos os posts

A evolução dos pontos nos Mundiais Masculinos: o fator “3 pontos” – I

Amigos do Basquetebol

Ao longo das edições do Campeonato Mundial pudemos observar uma evolução da média dos pontos convertidos por partida. Na verdade esta evolução deveu-se a uma série de fatores como a mudança das regras (tempo de jogo, divisão do jogo em quartos, modificações nas regras dos lances-livres, alteração do tempo de posse de bola e, principalmente, a inclusão da regra dos 3 pontos a partir do Mundial de 1986), alteração dos comportamentos físicos, técnicos e táticos dos atletas e das equipes

Mas aí podemos perguntar: houve realmente uma evolução da média de pontos em função dessas mudanças de regras e comportamentos físicos, técnicos e táticos das equipes?

Entre tantos fatores um me chama a atenção: qual o impacto dos 3 pontos nesta evolução?

A regra dos três pontos foi colocada em prática pela primeira vez no Campeonato Mundial de 1986, realizado na Espanha.

Do primeiro campeonato (1950) até 1982 houve realmente um crescente aumento da média de pontos por partida (total), assim como dos pontos obtidos pelas equipes vencedoras (Vitória) e também das equipes derrotadas (Derrota), como demonstrado na tabela e gráficos abaixo.

Curiosamente, no entanto, a partir de 1986 quando foi introduzida e regra dos três pontos nos Mundiais tivemos um quadro que não aponta para um aumento significativo da média de pontos por partida, chegando-se mesmo a valores inferiores ao de campeonatos realizados na década de 70 (ex: em 1998 a média foi inferior à média observada no campeonato de 1963, bem como as médias de 2006 e 2010 foram inferiores aos três últimos campeonatos da era pré 3 pts e muito inferiores aos três primeiros campeonatos da era pós 3 pontos.

Vitória Derrota Total
50 47,9 37,5 85,4
54 65,2 52,5 117,7
59 73,8 61,3 135,1
63 79,9 67,8 147,7
67 77,1 61,3 138,4
70 85,6 68,6 154,2
74 96 79,4 175,4
78 99,4 81,6 181
82 99,8 83,1 182,9
86 94,3 76,4 170,7
90 100 84,9 184,9
94 89,8 70,9 160,7
98 77,2 65,8 143
2 91,9 75,4 167,3
6 86,4 70,8 157,2
10 84,8 69,5 154,3
geral 86,2 70,7 156,9
antes 82,8 67,8 150,6
depois 89,2 73,3 162,5

3 pontos

*Clique sobre o gráfico para ampliar. Para voltar ao texto clique na seta de “volta”.

Comparando as médias dos pontos “antes dos três pontos” e “depois dos três pontos” encontramos uma diferença que pode ser considerada pequena e não significativa, principalmente porque nos campeonatos de 1950 e 1954 obtivemos as médias mais baixas de todos os campeonatos realizado o que pode ser explicado também pela dinâmica do jogo então praticado.

Então fica a dúvida: até que ponto a regra dos três pontos teve influência significativa nas médias de pontos por partida?

Tentarei esclarecer esta dúvida futuramente em novos posts, a partir da análise dos resultados dos jogos desses campeonatos.

Posts relacionados ao tema:

https://vivaobasquetebol.wordpress.com/2011/11/26/a-regra-dos-tres-pontos/

https://vivaobasquetebol.wordpress.com/2012/02/11/o-impacto-dos-tres-pontos/

Anúncios