Mundial Masculino · Opinião do autor · Todos os posts

Copa do Mundo de Basquetebol: as feras que vamos enfrentar – França

Amigos do Basquetebol

A Copa do Mundo de Basquetebol está chegando. O Brasil ficou em um grupo considerado muito difícil (Espanha, Sérvia, França, Irã e Egito).

Acredito demais na classificação para as oitavas e, sinceramente, frente às possibilidades de cruzamento a colocação do Brasil no Grupo A fará pouca diferença. Afinal teremos que cruzar com Argentina, Grécia, Croácia ou Porto Rico. Dá para escolher adversário numa situação dessas?

Em nosso grupo teremos que enfrentar jogadores muito qualificados. E nos próximos posts tentarei levar a vocês um pouco da história desses atletas. Claro que alguns dos citados poderão não estar na Copa do Mundo por questões contratuais com a NBA, lesões ou mesmo por opção de seus treinadores. Mas vale torcer para que estejam lá pois a qualidade desses atletas só contribuirá para a beleza do espetáculo

E vamos começar com a seleção francesa nosso primeiro adversário (30/08).

Depois de um decepcionante 13o. no Mundial da Turquia, a França, que naquele campeonato não contou com sua principal estrela Tony Parker, teve uma sequência de ótimos resultados: 2o. na Euro de 2011, 6o. nos Jogos Olímpicos de 2012 e Campeã da Euro em 2013.

Uma equipe com muita qualidade e com jogadores que se destacam principalmente na NBA.

Sem dúvida sua principal estrela é o armador Tony Parker, eleito o MVP da Euro-2013. Na Euro 2013 atuou em média 29,6 minutos, anotando  19 pts por jogo, Parker alia uma refinada técnica à inteligência de jogo apurada. Integrando a equipe do San Antonio pela 13a. temporada, Parker é ao lado de Tim Duncan e Manu Ginobili um dos jogadores mais importantes da equipe. Nesta atual temporada, Parker tem média de 17,9 pts e 6,3 assists por jogo.

Outro astro francês que também atua no San Antonio é Boris Diaw. Ala-Pivô, sua média de pontos nos Jogos Olímpicos de Londres foi de 7,7. Nos rebotes, 6,0. No mundial de 2010 sua média foi de 8,5 pts e 5,7 rebotes. Na Euro sua média de pontos foi de 10,4 em 28,3 minutos.

O lateral Gelabale é outro destaque desta fortíssima equipe. Na Euro 2013 atuou em média 24,7 minutos, anotando 7,6 pontos por partida.

Completam esse grande time o lateral Nicolas Batum (11,6 pts e 5,1 rebotes na Euro 2013), o pivô Ajinça (9,1 pts e 7,7 reb) e Nando Decolo, que apesar de não ter feito uma grande campanha na Euro, é um jogador de muita qualidade.

Enfim, este será nosso primeiro grande desafio na Copa do Mundo de 2014. De qualquer forma teremos a oportunidade de presenciar grandes jogadores e quem sabe um grande jogo.

França campeã da Euro 2013

França – Campeã da Euro 2013.

Anúncios