História do Basquetebol · História do Esporte · Todos os posts

Federação Paulista de Basketball: 90 anos de glórias

Amigos do Basquetebol

Abril é um mês importante para nosso basquetebol. É o mês em que a Federação Paulista completa 90 anos.

Noventa anos de glórias e muitas alegrias para o basquetebol brasileiro. Grandes técnicos, atletas, árbitros e dirigentes passaram pelos clubes e instituições vinculadas à FPB e serviram nossas seleções nacionais ou atuaram na arbitragem de grandes eventos internacionais.

Muitos jogos históricos e grandes eventos foram realizados sob a responsabilidade da FPB. Um pouco desta história será contada neste post. É um pequeno aperitivo para a revista comemorativa que será lançada no dia 28 de abril, data em que será realizada a festa que premia os melhores do ano do basquetebol paulista.

A história de FPB confunde-se com a história do basquetebol brasileiro da qual ela é grande protagonista.

Um grupo de esportistas liderados pelo professor Estevam J. Strata, do Palestra Itália,  reuniu-se para discutir o futuro do “bola ao cesto”, modalidade que chegara na cidade através de Auguste Shaw missionário norte-americano vinculado ao “Mackenzie College” e que já era praticada com certa freqüência em alguns clubes locais.

Dias depois, em 29 de abril de 1924, na sala do conselho do Clube Espéria era criada em São Paulo a Federação Paulista de “Bola ao Cesto” (FPBC). Nesta reunião estiveram presentes as seguintes pessoas: Alberto Byington Jr (Club Athletico Paulistano), Mário Stoeterfoht Pedroso (Associação Cristã de Moços), José Espósito e Salvador Costa (Associação Athletica São Paulo), Estevam J. Strata (Palestra Itália) e Romeu Bianchi (Club Espéria Societá Italiana de Canottieri).

Nesta mesma data, foi constituída a primeira diretoria composta por Alberto Byington Jr – Presidente, Mário Stoeterfoht – Tesoureiro e Estevam J. Strata – Secretário. Curioso é que esta diretoria durou somente um mês devido a uma viagem de seu presidente. Depois dela ainda foram eleitas mais duas diretorias para o biênio 1924-1926. Atualmente a FPB é presidida pelo Sr. Antonio Chakmati.

Cópia da ata de fundação da Federação Paulista de Bola ao Cesto (arquivos da FPB)

Cópia da Ata de Fundação da Federação Paulista de Bola ao Cesto (arquivos da FPB)

 

A FPBC filiou-se à CBB em 30 de março de 1937 e em 3 de dezembro de 1942, por força de uma determinação do Conselho Nacional de Desportos a Federação Paulista de Bola ao Cesto foi obrigada a modificar sua denominação. Passou a chamar-se Federação Paulista de Basketball (FPB).

Logos da FPB

Em 1925 foi realizado o primeiro Campeonato Paulistano de Basquetebol Masculino vencido pelo Clube Espéria. Este campeonato que posteriormente foi denominado Campeonato Metropolitano foi disputado até 1977. O maior vencedor do Metropolitano é o Corinthians com 17 conquistas. Em 1940, disputou-se o primeiro Campeonato do Interior vencido pelo Grêmio Varhagem. O maior vencedor do Campeonato do Interior é Franca com 11 títulos, sendo 7 sob a denominação de Clube dos Bagres. Este campeonato também foi realizado até 1977 quando houve a fusão dos dois campeonatos e criado o Campeonato Estadual. Mas de 1932 a 1977 as duas melhores equipes da capital e as duas do interior disputavam outra versão do Estadual. Palmeiras e Corinthians são os maiores vencedores do Estadual Paulista em todos os tempos com 12 títulos cada um.

No feminino, de 1931 a 1963 era disputado o Campeonato da Cidade de São Paulo somente por equipes da capital. Nesta fase a equipe do Espéria foi a primeira campeã, repetindo o feito em 1932, e o Corinthians o último. O Pinheiros tem o maior número de títulos – 6. A partir de 1957, também passou a ser disputado o Campeonato Paulista Estadual Feminino, com a inclusão das equipes do interior que, em 1980 passou a ser denominado Campeonato Paulista da Divisão Especial. O primeiro Campeão Estadual Paulista foi o C.A. Votorantim e o atual campeão é Americana. O maior campeão dos estaduais femininos é Ourinhos com 7 títulos.

São Paulo é o maior vencedor dos campeonatos brasileiros adultos, não mais realizados. No masculino foram 19 títulos em 39 edições e no feminino 24 títulos em 30 edições. As seleções de base também têm uma grande história de conquistas nos campeonato brasileiros.

Na arbitragem, a FPB também sempre esteve presente nos grandes eventos internacionais. Entre todos os árbitros que participaram de Campeonatos Mundiais, Jogos Olímpicos, Mundiais Inter-Clubes, Pan-Americanos, Sul-Americanos podemos destacar três que tiveram a oportunidade de atuar em finais Olímpicas e de Mundiais: Antonio Carlos Affini, Carlos Renato dos Santos e Renato Righetto. Na Copa do Mundo de Basquetebol Masculino, a ser disputada na Espanha, em 2014 a FPB estará novamente representada pelo árbitro Marcos Benito.

Atualmente, a FPB conta com 63 clubes e cinco ligas regionais filiados. São realizados cerca de 3.500 jogos anualmente, número que movimenta milhares de atletas em categorias do sub-12 ao adulto, masculino e feminino.

Como eu disse, este é um breve histórico das glórias da FPB. Há muito mais o que ser contado. Mas a revista se encarregará disto. Mas mesmo assim, aproveito a oportunidade para solicitar aos amigos do basquetebol que possuem registros e fotos do basquetebol paulista que possam me enviar para mantermos atualizado o histórico desse basquetebol tão importante para nosso país.

 

Meu registo como atleta na FPB
Meu registo como atleta na FPB

 

Anúncios