Opinião do autor · Todos os posts

Agora a Copa acabou mesmo

Amigos do Basquetebol

Agora a Copa do Mundo de Futebol acabou mesmo.

E acabou como deveria acabar. Com um jogo final sensacional. Duas seleções que demonstraram durante os 120 minutos como o futebol deve ser jogado. Com inteligência, com planejamento, com entrega e com emoção.

De um lado a Alemanha com seu jogo coletivo, bem estruturado e objetivo. Do outro lado uma Argentina sempre perigosa, com dois monstros em campo: Messi e Mascherano.

Mas venceu o coletivo. Venceu o planejamento bem executado. Venceu a inteligência objetiva.

Para nós restou o amargo de um vexame histórico que, por mais que nosso técnico queira encobrir, nunca mais será esquecido. E os “hermanos” nos fizeram lembrar dela o tempo todo com sua músicas provocativas. Mas ao final a vingança: os mesmos “diceme como se siete” (referindo-se aos 7×1 da Alemanha) tornou-se a lembrança de que eles não vencem a sete copas.

Para nós ficou o exemplo de um trabalho baseado em teorias desatualizadas. Ficou a imagem de uma equipe perdida em campo sem poder de reação. Ficou a imagem de uma equipe dependente de um único talento. De uma equipe sem liderança dentro e fora de campo.

Foi um show das torcidas. Empolgantes, criativas. Muito diferentes da nossa insossa torcida com seu horroroso “Eu sou brasileiro….”. Os “hermanos” e os alemães nos mostraram, na final como é torcer.

Para mim, particularmente, foi uma Copa muito especial. Compartilhei momentos incríveis com amigos e com minha família. Fiz loucuras e viagens cansativas.

Compartilhei do sonho de um dos meus filhos de participar efetivamente do evento na sua organização. E como é bom ver um filho realizando seu sonho e em uma área em que eu tive muitas oportunidades de participar.

E para aqueles que torceram para o fracasso da nossa seleção, achando que o resultado negativo irá mudar o país ou mudar a condição dos outros esportes fica a mensagem que já tive a oportunidade de deixar: nada mudará.

Continuaremos perdendo na educação, saúde e segurança. Continuaremos perdendo nas mãos de políticos que não se preocupam com o bem estar do povo, continuaremos perdendo para estruturas engessadas e inúteis.

Agora temos que pensar na Copa do Mundo de Basquetebol. Nossa equipe tem condições de fazer um grande papel. E não penso em título não. Penso em uma participação digna das nossas tradições neste nosso esporte.

Confio nas pessoas que lá estão desempenhando na quadra muito bem seu papel de planejar e executar um trabalho sério.

A partir de agora é tudo voltado para o Basquetebol. Vamos para a Espanha representar dignamente nosso basquetebol que tem que sobreviver independentemente dos resultados do futebol.

IMG_1758

 

Anúncios