História do Basquetebol · Mundial Feminino · Todos os posts

Mundial Feminino: curiosidades

Amigos do Basquetebol

Dia 27 começa o Mundial feminino.

Seguem algumas curiosidades.

– Já foram realizadas 16 edições do campeonato. Os Estados Unidos participaram de todas elas e o Brasil participou de 15.

– O Brasil foi o país que mais vezes sediou o Campeonato: 4 (1957, 1971, 1983 e 2006)

– Somente quatro países conseguiram o título de campeão: Estados Unidos (8), União Soviética (6), Brasil e Austrália (1)

– Foram realizados 812 jogos. Os Estados Unidos têm o maior número de jogos (118), seguindos do Brasil (111), Rússia – considerando-se as participações como União Soviética – e Coreia (107) e Austrália (100)

– Os Estados Unidos têm 97 vitórias e 21 derrotas (82,2%). Mas o melhor percentual é da Rússia com 93 vitórias e 14 derrotas (86,9%). O Brasil tem 60 vitórias e 51 derrotas (54,1%)

– O Brasil foi campeão em 1994. Bronze em 1971; 4o. em 1953, 1957, 1998 e 2006; 5o. em 1964 e 1983; 7o. em 2002; 8o. em 1967; 9o. em 2010; 10o. em 1990; 11o. em 1986 e 12o. em 1975

– A média histórica do Brasil é de 72,7 pts a favor e 70,1 pts contra

– Nosso maior freguês é o Japão (7 vitórias). E nossos maiores carrascos são União Soviética/Rússia (8 derrotas), Estados Unidos e Austrália (6 derrotas)

– Em 6 campeonatos tivemos a cestinha: Hortência (79, 83, 90 e 94), Janeth (98) e Nilza (67)

– Paula disputou 6 mundiais. Janeth, Hortência, Alessandra e Helen disputaram 5 mundiais cada

– Nossa maior pontuadora foi Hortência com 26,4 pts de média seguida de Janeth com 16,7 e Paula 16,1

– Nossos técnicos: Almir de Almeida (1964), Antonio Horta (1957), Antonio Carlos Barbosa (1979, 1983, 1998, 2002 e 2006), Ary Vidal (1967), Carlos Colinas (2010), Maria Helena Cardoso (1986 e 1990), Mário Amâncio Duarte (1953), Miguel Ângelo da Luz (1994), Waldyr Pagan Perez (1971 e 1975)

Anúncios