Entrevistas

Entrevista com Nilo Guimarães

Amigos do Basquetebol

Aproveitando minha estada em Mogi das Cruzes para a 4a. etapa da LDB tive o prazer de reencontrar um velho amigo do basquetebol e que hoje é o Secretário Municipal de Esportes e Lazer da cidade.

Refiro-me a Nilo Guimarães, o Nilo armador da seleção brasileira em dois Mundiais (82 e 86), Jogos Olímpicos (1984) e Pan Americano (1983). Nessas competições, Nilo participou de 30 jogos e anotou 201 pontos. Atuou por grandes equipes do basquetebol nacional e agora exerce uma importante função administrativa na área esportiva.

Viva o Basquetebol: Como foi sua transição de atleta para dirigente?

Nilo:  Foi muito interessante. Quando parei de jogar eu conheci uma atividade muito diferente de tudo que conheci na minha vida. Fui produzir cogumelos, o que faço até hoje e tive uma panificadora. Mas essas me diziam as mesmas coisas que aprendi no esporte. Planejamento, organização e, principalmente o trablaho em equipe porque nada supera as metas do grupo. Com esse lema eu entrei nessas atividades que são muito diferentes mas que na essência são muito parecidas.

Depois disso eu tive o convite para atuar como técnico aqui em Mogi cidade que gosta muito do basquete.

VB: Pegando esse gancho qual a função é mais tranquila? Técnico ou atleta?

Nilo: Como técnico o assunto é o mesmo mas com visão diferente. Como técnico você tem que pensar em como preparar a equipe. Como técnico você tem que exrcer a lideranaça. Como atleta você está se preparando e se encaixando num modelo de comando. A função de técnico é mais complexa porque você tem que lidar com muitas variáveis ao mesmo tempo e saber aproveitar a aptidão e o dom do jogador. Mas as duas funções são importantes e tem suas características próprias. Elas se completam

VB: Voltando ao assunto da transição de atleta para dirigente.

Nilo: Depois de quatro anos como técnico tive um convite do Prefeito para assumir a Secretaria Municipal de Esporte e Lazer. É interessante porque a gente vê a mesma situação de ângulos diferentes. Você vê a situação dependendo do lado da ponte em que você está. Como dirigente eu acho que fica mais completo mas sem imaginar que se sabe tudo.Você tem que transitar por diferentes esferas como a administrativa, política, relações humanas e isto é muito complexo. Mas tento usar toda minha experiência nas quadras, como técnico e atleta, e transferir para minha atual função e para coisas inusitadas que acontecem

VB: Como Secretário de Esportes você tem que cuidar de diversas atividades. Mas gostaria que você falasse um pouco do projeto de Mogi das Cruzes para o Basquetebol

Nilo: Apesar de ter que lidar com outras atividades considero o projeto do basquetebol em Mogi muito importante. Mogi é uma cidade que ama o basquetebol e tem uma rica história nesse esporte. E aí eu preciso citar nosso prefeito que fez questão de resgatar a história do basquetebol mogiano que sempre teve equipes muito representativas. Quando ele me designou como responsável por esse resgate eu considerei um grande desafio. Então a cidade que ama o basquetebol recebeu o projeto de braços abertos e nos apoia de forma incondicional.

Tentamos montar uma equipe compettiiva mas tivemos muitas dificuldades no inicio. A ideia era ir atingindo os objetivos passo a passo. No primeiro ano do projeto nem classificamos para os play offs do Campeonato Paulisa. Depois chegamos aos playoffs e ficamos entre os quatro melhores classificados. No nosso primeiro ano  no NBB  (2012/2013) ficamos em décimo quarto lugar e também não chegamos aos play offs. Já na segunda temporada (2013/2014) chegamos entre os quatro melhores  e disputamos a Liga Sul Americana onde fomos Vice Campeões   . Nesta temporada, que ainda não se encerrou estamos entre os quatro primeiros com grandes chances de nos classificarmos diretamente para as quartas de finais.Mas não podemos parar. Temos que dar sequência ao trablaho com muita responsabilidade.

E na LDB temos chances de estar entre os oito para disputarmos os quadrangulares finais.

VB: Falando em LDB o que você acha desta competição?

Nilo: A LDB é uma das principais coisas que aconteceu para o nosso basquete. Esses meninos são talentosos e têm a oportunidade de mostrar seu valor nesta competição. Muitos já jogam o NBB, mas acho que isto não é suficiente para esses garotos. Deveríamos dar continuidade ao trabalho reunindo os principais valores e treiná-los e prepará-los de forma mais constante para que eles possam realmente desenvolver seu potencial.

VB: Nilo, obrigado pela entrevista e deixe uma mensagem para a comunidade “basqueteira”.

Nilo: gostaria de agradecer a oportunidade e parabenizá-lo pelo trabalho que faz em prol do basquete. Precisamos de mais pessoas que trabalhem de forma positiva o nosso basquetebol. Pessoas que cuidem do nosso basquetebol para que ele possa voltar a ter a preferência do nosso público. Muito obrigado

Nilo ex-atleta da Seleção Brasileira e atualmente Secretario Municipal de Esportes e Lazer de Mogi das Cruzes - SP
Nilo ex-atleta da Seleção Brasileira e atualmente Secretario Municipal de Esportes e Lazer de Mogi das Cruzes – SP
Anúncios