História do Basquetebol · História do Esporte · Personagens

Moacyr Daiuto: “o” mestre das quadras

Amigos do Basquetebol

Este é o último post em homenagem ao centenário do Prof. Moacyr Brondi Daiuto.

E nele vamos falar de sua trajetória como técnico de basquetebol que atuou por muitos anos em praticamente todos os setores competitivos: universitário, clubes e seleções paulistas e brasileiras.

Após se formar na primeira turma da Escola Superior de Educação Física do Estado de São Paulo, Daiuto iniciou sua trajetória como técnico atuando na ACM de São Paulo, ministrando aulas de Basquetebol e Voleibol.

Na ESEF, Daiuto foi tetra campeão paulista em 1940, 1941, 1942 e 1943 nos torneios promovidos pela Federação Paulista de Basketball. Daiuto também dirigiu a equipe masculina obtendo vários títulos universitários em São Paulo. Seu sucesso como técnico universitário o levou a ser o técnico das seleções paulistas universitária e da seleção brasileira univeristária que disputou as Universíades de Turim, nos Jogos Latino-Americanos em Cuba e na Universíade realizada em Porto Alegre, em 1963.

Em clubes Daiuto iniciou sua carreira iniciou-se em 1948, no Clube de Regatas Saldanha da Gama (Santos). Depois disto ele dirigiu as equipes do Tumiaru de São Vicente (1951), Tênis Clube Paulista (1951), Esporte Clube Pinheiros (1951 a 1959), Esporte Clube XV de Novembro de Piracicaba (1960 – Campeão Estadual).

Nosso mestre também dirigiu os três principais clubes de basquetebol da capital:  Sociedade Esportiva Palmeiras (campeão estadual em1961), Esporte Clube Sírio (Campeão Estadual e Sulamericano em1971) e S.C.Corinthians Paulista onde conquistou  os títulos doTorneio Luciano Marrano (1966 e 1968), dois títulos do Torneio Rumi de Ranieri (1969 e 1970), cinco Campeonatos Estaduais (1964, 1965, 1966, 1968 e 1969), três títulos brasileiros (1965, 1966 e 1969), tri campeão Sul-Americano (1965, 1966 e 1969), Vice Campeão Mundial de Clubes (1965) e bronze no Campeonato Mundial de Clubes (1970).

A trajetória do Professor Moacyr Daiuto em seleções brasileiras adultas masculinas também foi repleta de glórias e grandes conquista. A primeira e talvez a mais significativa delas foi o bronze olímpico obtido em Londres, em 1948 (7 vitórias e 1 derrota) Em 1950, voltou a dirigir a seleção brasileira no primeiro Mundial realizado na Argentina, onde obtivemos o quarto lugar (3 vitórias e 3 derrotas). Sua passagem como técnico da seleção brasileira masculina contabiliza

Como assistente técnico, Daiuto conquistou a medalha de prata no Sul Americano de 1963 e do Pan Americano no mesmo ano. Ainda em 1963 veio a grande consagração com a conquista do Campeonato Mundial realizado no Rio de Janeiro. Sua última participação como assistente técnico em seleções brasileira deu-se no Mundial de 1970, disputado na antiga Iugoslávia, quando ficamos com a medalha de prata.

Daiuto também dirigiu a seleção feminina noi Sulamericano de 1962, ficando com o bronze (4 vitórias e 2 derrotas).

Sua carreira como técnico foi encerrada em 1971 quando se dedicou exclusivamente à carreira acadêmica deixando um legado muito importante para o esporte nacional que foi e ainda deve ser tomado como exemplo por todos que tomaram e tomam o basquetebol como sua paixão.

pg 6a

pg 6b

pg 6c

pg 7a

 

pg 15a

pg 18

Anúncios

Um comentário em “Moacyr Daiuto: “o” mestre das quadras

  1. MOACYR DAIUTO- Grande Mestre. Grande Técnico. Um Cavaleiro.Tive oportunidade de conviver ele como Técnico e eu como Arbitro. Viajamos junto em campeonatos. Quando nos encontravamonos grandes papos. Consideravamos amigos. A Daiuto o basquetebol brasileiro deve muito e muito. Prof Nilton Agra.

Os comentários estão fechados.