Artigos · Formação Esportiva

Jogos e brincadeiras para a aprendizagem esportiva

Amigos do Basquetebol

Tenho tido a oportunidade de falar para grupos de professores e técnicos que trabalham com a formação esportiva seja na divulgação do projeto “Minbasquetebol na Escola” seja em encontros promovidos por entidades que cuidam de escolas de esportes.

E entre tantos temas, um tem me motivado pela sua relevância e importância para aprendizagem esportiva, principalmente nos esportes coletivos e, é claro, no basquebol. São os jogos e brincadeiras.

Na fase inicial da aprendizagem esportiva (por volta dos 7 aos 11 anos) a brincadeira e os jogos são fundamentais para que a criança tome gosto pelo jogo e passe a compreendê-lo melhor. Isto não significa que essas atividades não possam ser ministradas aos mais velhos, inclusive para atletas de alto rendimento com o objetivo de quebrar a cansativa rotina de treinos.

Alguns aspectos que considero importante contemplar neste pequeno artigo que me proponho a escrever sobre o tema.

Um dos aspectos ao qual me refiro e o que devemos levar em consideração ao pensar em uma brincadeira ou jogo para a aprendizagem esportiva

  • Privilegiar a totalidade do grupo. Ou seja: devem ser elaborados pensando na participação da maioria dos praticantes, independentemente de sua condição e nivel de desenvolvimento
  • Considerar a importância do reconhecimento do espaço a ser utilizado pelos praticantes
  • Estabelecer regras simples que não confundam ou limitem a ação dos praticantes. Essas regras poderão ser modificadas e adequadas ao nível do grupo e podem se tornar mais complexas à medida que o grupo evolua e passe a compreender melhor a atividade
  • Partir de uma situação de jogo que possa ser trabalhada de maneira simples e objetiva
  • Ter um potencial educativo e que promova o desenvolvimento não só dos aspectos físicos, técnicos e táticas mas, principalmente, a aquisição de valores como a divisão de responsabilidade, cooperação, respeito aos colegas e oponentes
  • Ser motivante a ponto da criança querer voltar à aula e cada vez participar mais
  • possibilitar a participação do maior número possível de crianças, dando a todos as mesmas oportundades

Ao partir de situações de jogo, essas atividades gerarão um problema a ser resolvido. E neste caso as crianças devem ser estimuladas a encontrar as respostas necessárias sem uma intervenção compulsória dos professores.

Ao encontrar essas respostas a criança terá uma mudança em sua atitude comportamental, melhorando seu desempenho e a compreensão da situação.

Neste momento, o professor poderá intervir com pequenas correções ou orientação no sentido de instigar a criança a buscar seu melhor desempenho.

O ciclo é fechado com a aquisição de novas habilidades que possibilitarão à criança dar um salto de qualidade e encarar novos desafios e situações de jogo mais complexas.

De uma forma geral, esas atividades podem ser criadas a partir de várias condições que levam em conta o nível dos praticantes, a estrutura e materiais disponíveis e a complexidade das situações propostas.

Desta forma os jogos e brincadeiras podem ser:

  • com ou sem bola
  • em espaço livre ou espaço delimitado
  • com cooperação
  • com oposição
  • com cooperação e oposição

Como já foi dito as regras devem ser introduzidas gradativamente e podem ser modificadas à medida que o grupo evolua ou que o professor perceba que essa mudança possa servir de agente motivador da atividade.

Finalizando, este pequeno artigo, é importante ressaltar que o professor deverá agir como incentivador do grupo, propondo desafios e não oferecendo respostas prontas para que a criança aja de acordo com a sugestão do professor e não de acordo com sua capacidade de pensar e agir.

Crianças se divertindo e praticando controle de bola com a bola de basquete e balões.
Crianças se divertindo e praticando controle de bola com a bola de basquete e balões.
Anúncios

Um comentário em “Jogos e brincadeiras para a aprendizagem esportiva

  1. Penso também que este seja o melhor caminho para ensinar nesta faixa etária.Através das brincadeiras e dos jogos impõe a crainça um enorme universo de possibilidades na sua aprendizagem. Estas ações pedagogicas distânciam de vez a prática precoces das modalidades esportivas, ou seja o uso de tecnicas especificas.

Os comentários estão fechados.