História do Basquetebol · Jogos Olímpicos

As finais dos Jogos Olímpicos (1)

Amigos do Basquetebol

Como já foi publicado anteriormente, o basquetebol teve uma pequena incursão nos Jogos Olímpicos de St. Louis (1904) quando cinco equipes norte-americanas participaram de um torneio caseiro a título de demonstração.

Mas a partir de 1936 o basquetebol masculino passou a fazer parte do programa oficial dos Jogos Olímpicos. A partir de então o Basquetebol cresceu em popularidade tornando-se uma dos esportes mais procurados no programa dos Jogos.

Grandes jogos e grande finais que iremos recordar neste post com os resultados e os cestinhas do jogo final de cada edição na seguinte ordem:

Ano – Local – número de equipes participantes – Jogo Final – Cestinha da final

1936 – Berlin – 21 –  Estados Unidos 19 x 8 Canadá. Fortensberry (EUA) – 8 pts

1948 – Londres – 23 – Estados Unidos 65 x 21 França – Groza (EUA) – 11 pts

1952 – Helsinque – 16 – Estados Unidos 36 x 25 União Soviética – Clyde Lovelette (EUA) – 9 pts

1956 – Melbourne – 15 – Estados Unidos 89 x 65 União Soviética – Jeangerard (EUA) – 16 pts

1960 – Roma – 16 – Não houve final. Houve um quadrangular que terminou com os Estados Unidos com 3 vitórias, União Soviética (2-1); Brasil (1-2) e Itália (0-3).

1964 – Tóquio – 16 – Estados Unidos 73 x 59 União Soviética – L.Jackson (EUA) – 17 pts

1968 – México – 16 – Estados Unidos 65 x 50 Iugoslávia – Spencer Haywood (EUA) – 21 pts

1972 – Munique – 16 – União Soviética 51 x 50 Estados Unidos – Sergey Belov (URSS) – 20 pts

1976 – Montreal – 12 – Estados Unidos 95 x 74 Iugoslávia – Adrian Dantley (EUA) – 30 pts

1980 – Moscou – 12 – Iugoslávia 86 x 77 Itália – Villalta (ITA) – 29 pts

1984 – Los Angeles – 12 – Estados Unidos 96 x 65 Espanha – M.Jordan (EUA) – 2o pts

1988 – Seoul – 12 – União Soviética 76 x 63 Iugoslávia – D.Petrovic (IUG) – 24 pts

1992 – Barcelona – 12 – Estados Unidos 117 x 85 Croácia – D.Petrovic (IUG) – 24 pts

1996 – Atlanta – 12 – Estados Unidos 95 x 69 Iugoslávia – D.Robinson (EUA) – 28 pts

2000 – Sydney – 12 – Estados Unidos 85 x 75 França – Sciarra (FRA) – 19 pts

2004 – Atenas – 12 – Argentina 84 x 69 Itália – Scola (ARG) – 25 pts

2008 – Beijing – 12 – Estados Unidos 118 x 107 Espanha – D.Wade (EUA) – 27 pts

2012 – Londres – 12 – Estados Unidos 107 x 100 Espanha – K.Durant (EUA) – 30 pts

Curiosidades:

  • Das 17 finais disputadas os Estados Unidos participaram de 14 (13v 1 d); União Soviética – 5 (2v 3 d); Iugoslávia – 5 (1v – 4d); Espanha – 3 (3d); França – 2 (2d); Itália – 2 (2d); Argentina – 1 (1v); Croácia -1 (1d); Canadá – 1 (1d)
  • Estados Unidos e União Soviética se enfrentaram em 4 finais com 3 vitórias norte-americanas; Estados Unidos se enfrentaram 3 vezes com 3 vitórias norte-americanas assim como Estados Unidos e Espanha
  • A menor contagem aconteceu em 1936 na vitória dos Estados Unidos sobre o Canadá 19×8. A maior contagem acontecem em 2008 na vitória dos Estados Unidos sobre a Espanha 118-107
  • A menor diferença de pontos aconteceu na polêmica final de 1972 quando os soviéticos venceram os americanos por 51×50. Já a maior diferença foi em 1948 (44 pontos) na vitória norte-americana sobre os franceses – 65×21
  • 11 americanos foram cestinhas em finais. A Argentina, União Soviética, Itália, França e Iugoslávia* tiveram um cestinha. *Neste caso o cestinha foi D.Petrovic em duas oportunidades (1988 e 1992)
  • Adrian Dantley e Kevin Duran, ambos dos Estados Unidos foram os maiores pontuadores em finais (30 pontos)
Sergei Belo - o autor da polêmica cesta que deu o título olímpico à União Soviética em 1972
Sergei Belov – o autor da polêmica cesta que deu o título olímpico à União Soviética em 1972

 

 

Anúncios