Formação Esportiva

Ser técnico de atletas jovens: implicações para a prática

Amigos do Basquetebol

Remexendo no baú encontrei um texto que escrevi nem sei quando. Também não lembro se ele já foi publicado por aqui.

Mas melhor pecar pelo excesso e aí vai o texto. Trata-se de algumas sugestões para incrementar o treinamento para jovens atletas. Elas foram extraídas da literatura envolvendo vários autores.

1 – Evite comportamentos punitivos, hostis e controladores. Os comportamentos positivos e apoiadores são mais eficientes no treinamento para jovens

2 – Para os menores é importante o incentivo e o reconhecimento do esforço

3 – O elogio tem que ser sincero. A crítica tem que ser acompanhada de um estímulo

4 – Estabeleça objetivos realistas e que estejam ao alcance do jovem. Não exagere nas expectativas

5 – Recompense o esforço e não, necessariamente, o resultado. Se uma criança dá 100% de seu esforço o que mais podemos querer

6 – Organize sessões de treinos que envolvam todas as crianças, com muitas atividades e diversidade de material

7 – Adapte a atividade à criança e não a criança à atividade. Varie, crie condições para que a criança se sinta bem realizando os exercícios e jogos

8 – Modifique as regras, se necessário. Essas mudanças podem melhorar o nível de participação e a motivação

9 – É importante mostrar para a criança quando ela erra. Mas é mais importante apontar soluções para a correção do erro.

10 – Proporcione um ambiente agradável e encorajador

11 – Seja entusiástico e participativo. O entusiasmo é contagioso. Sorria e seja simpático. O treino será muito mais agradável.

Anúncios

Um comentário em “Ser técnico de atletas jovens: implicações para a prática

  1. Bom dia. Estou no 2 ano da faculdade de Educação Física licenciatura .  Esse ano tenho que começar a fazer o meu TCC, e venho pedir uma ajuda. Eu tenho 53 anos e adoro basquete, Qndo jovem jogava na Seleção de minha cidade, e quero fazer o meu TCC. Por isso venho pedir orientação. 

    Contando com vossa atenção, agradeço.

    Luiza Velloso.

Os comentários estão fechados.