Colaboradores · Formação Esportiva · Todos os posts

O papel do treinador de basquetebol

Amigos do Basquetebol

Este post traz a colaboração do amigo Victor Ojeda – membro do Comitê Internacional de Minibasquetebol da FIBA

“O papel do treinador de basquetebol”

  • O êxito do treinador não está em suas estratégias, mas sim em sua habilidade para ensinar os fundamentos aos atletas
  • O treinador deve ser capaz de selecionar e escolher as coisas importantes que seus atletas devem aprender
  • Um treinador de basquetebol deve ter uma boa cultura esportiva. Deve ser sociável, amigável, comunicativo e estudioso das novas técnicas
  • Não necessita ser um cientista, deve conhecer outras matérias como psicologia esportiva, metodologia do ensino para aumentar sua cultura esportiva
  • Isto ajuda a ter sua própria filosofia. Um treinador que não tem uma filosofia é como uma árvore desfolhada pelo vento
  • Os treinadores que depois de uma derrota escutam os amigos, jornalistas e torcedores que dão palpites em como deveria jogar cometem um grande erro. Quando um treinador escuta os amigos, jornalistas e torcedores, muito cedo estarão sentados entre eles vendo o jogo
  • O treinador que pensa ser o dono da verdade está equivocado
  • O treinador deve ter seu próprio estilo, saber o que deve esperar de seus jogadores, conhecer suas habilidades e aspirar sempre o máximo
  • Treinar não é uma ciência exata,  ninguém pode catalogar. Por isso ninguém tem as regras exatas: é impossível que um treinador sempre tenha razão

 

Anúncios

Um comentário em “O papel do treinador de basquetebol

  1. Boa tarde ! Devido a competição exacerbada desde as categorias de Base percebemos que os juízos de valores dentro de vários aspéctos e sentidos. Como por exemplo :
    – Técnicos procuram utilizar o resultado como status, galgar promoções e valorarizar primeiramente o competir a ganhar a qualquer custo. Esquecendo a formação de valores, do desenvolvimento psicológico, da formação gradativa com qualidade e respeitando a maturação dentro de cada faixa etária. Ou seja que nós Técnicos Desportivos tenhamos o conhecimento científico, psicológico, social, esportivo, competitivo para que possamos fazer um trabalho de exelência .

Os comentários estão fechados.