Todos os posts

Entra 2017, sai o Viva o Basquetebol

Amigos do Basquetebol

No dia 19 de agosto de 2010 iniciava-se um ciclo bastante interessante e gratificante em minha vida. Surgia o Viva o Basquetebol.

Por sugestão de um dos meus filhos e aproveitando minha presença no Campeonato Mundial de 2010 na Turquia eu me aventurei no universo dos “blogs”.

O primeiro post, em 21 de agosto de 2010, era uma homenagem a dois dos principais jogadores de basquetebol deste país: Oscar e Ubiratan. Depois dele vieram mais 646, com homenagens, entrevistas, artigos, opiniões, coberturas de torneios internacionais.

A princípio era para durar até o final do referido campeonato. Mas a coisa foi evoluindo, eu fui pegando gosto e o resultado foram mais de seis anos no ar e quase um milhão de visitas (985 mil e quebrados).

Neste universo eu tive a colaboração e participação de muitos amigos, basqueteiros ou não que, com entrevistas, opiniões e artigos, ajudaram o Viva o Basquetebol a alcançar este grande sucesso e ser respeitado na comunidade esportiva. (ver homenagem a eles abaixo)

Mas chegou a hora de mudar de rumo. Novos projetos e novos objetivos me fizeram refletir sobre a continuidade do blog. E de forma bem tranquila e consciente optei por desativá-lo.

Ele continuará no ar, mas sem novos posts.

E como forma de terminar este ciclo, homenageio aqui todos aqueles que colaboraram com as entrevistas, opiniões e artigos. Antecipadamente, desculpo-me se omiti alguns nomes.

Hector Campana, Fabrício Oberto, George Chaia (Gegê), Marcel de Souza, Maria Cláudia Comodaro, Eudardo Albano, Emmanuel Santos Pereira, Leonardo Guimarães (Pimenta), Thiago John, Cristiano Grama, Guilherme Giovannonni, Fausto Gianechinni, Laís Elena, Carlos Renato dos Santos, José Medalha, Luiz Cláudio Menon, João Nunes, Sérgio Machado (Sérgio MAcarrão), Adriana Santos, Antonio Carlos Barbosa, Paulo Bassul, Benedito Cícero Tortelli (Paulista), Kátia Araújo, Elzinha Pacheco, Laerte Gomes, Rolando Ferreira, Marcos Abdalah Leite (Marquinhos), Ruben Magnano, Ricardo Cardoso Guimarães (Cadum), Horácio Muratori, Jorge Guerra (Guerrinha), Paulinho Villas Boas, Amaury Pasos, Hlen Luz, José Neto, Victor Ojeda, Miguel Ângelo da Luz, Alberto Lorenzon, Sérgio Ibañez, German Calvo, Adriana Lacerda, Liga Estudantil de Basquete, Fernando Piovezan, Hermes Balbino, Marcia Mehlson, Sérgio Maroneze, Fernando Galluppo, Marcela Herrera, José Eduarco Costa Oliveira, Fábio Cunha, Jorge Knijnik, Wlamir Marques, Sérgio Domeneci, Alcir Ferrer, Maurizio Mondoni, Raul Milliet Filho, Carla di Pierro, Marisa Bianco, Jorge Bento, Viníus Lopes, Sílvia Deschamps, Wladimir Peric, Marcelo Massa, Cássio Miranda Meira Jr., Urbano Sidney do Sacramento, Miguel Palmier, Rodrigo Kanbach, José Medalha, Marcelo Berrro, Lula Ferreira, Felipe Tadielo, Gabriel de Rose, Thiago De Rose, Vita Hadad, Antonio Carlos Vendramini, Mônica dos Anjos, Antonio Carlos Magalhães (Pulga), Davi Rossetto, Nilo Guimarães, Guilherme Buso

Fica também meus agradecimentos às centenas de pessoas que me brindaram com 1024 comentários.

O Viva o Basquetebol não morre. Ele apenas sai do ar e continuará torcendo para que as pessoas continuem dando vivas ao nosso querido esporte, para que elas vivam esse esporte maravilhoso e, principalmente, para que o basquetebol viva e reviva neste ano de 2017, deixando para trás tudo de ruim que houve e que tanto atrapalhou seu desenvolvimento no país.

Só me resta agradecer a todos os colaboradores e seguidores e dizer

“VIVA O BASQUETEBOL” (para sempre)

 

 

 

 

 

 

 

Anúncios