Jogos Olímpicos · Pré Olímpicos

“Bora” Rio-2016

Amigos do Basquetebol

Finalizados alguns torneios Pré Olímpicos já temos algumas equipes classificadas diretamente para os Jogos Olímpicos e outras que participarão dos Pré Olímpicos Mundiais.

Para fechar o quadro de classificados diretamente falta somente decidir a equipe feminina africana (ínicio em 24 de setembro) e a equipe masculina asiática (a partir de 23 de setembro).

No masculino os já classificados são:

Estados Unidos, Brasil, Espanha, Lituânia, Austrália, Argentina, Venezuela,  Nigéria e mais o campeão asiático.

Para o Pré Olímpico Mundial que será realizado de 5 a 10 de julho de 2016 estão classificados:

Canadá, Porto Rico, México, França, Sérvia, Grécia, Itália, Rep. Tcheca, Nova Zelândia, Angola, Tunísia, Senegal, três asiáticos e três convidados pela FIBA (total 18 equipes).

Estarão em jogo 3 vagas.

Com a mudança do sistema de disputas (3 grupos de seis equipes, classificando-se o campeão de cada grupo), em minha opinião a disputa deverá ficar restrita às equipes europeias, com alguma chance para o Canadá. Os demais americanos, asiáticos e africanos terão pouquíssimas chances de classificação.

No feminino, além de Estados Unidos e Brasil classificaram-se diretamente para os Jogos Olímpicos de 2016: Canadá, Sérvia, Austrália, Japão e a equipe campeã africana.

Para o pré Olímpico Mundial que acontecerá entre 13 e 19 de junho de 2016, teremos 12 equipes: Cuba, Argentina, Venezuela, França, Espanha, Belarrússia, Turquia, Nova Zelândia, China, Coreia e duas equipes africanas.

Estarão em disputa 5 vagas. Em minha opinião essas vagas serão disputadas por: França, Espanha, Belarrússia, Turquia, China, Coreia e Cuba. Argentina, Venezuela e as equipes africanas têm poucas chances de obter uma das vagas.

Talvez a grande surpresa dos pré olímpicos tenha sido a não classificação da Rússia, tanto no masculino ( que talvez seja um dos convidados) quanto no feminino.

Agora é esperar pela definição das vagas para termos o quadro completo de participantes dos Jogos Olímpicos de 2016.

Anúncios
Pré Olímpicos

Decisões na Copa América Masculina

Amigos do Basquetebol

Chegou a hora da decisão na Copa América

Canadá x Venezuela e México x Argentina disputam as semifinais e os dois vencedores estarão nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro. Os perdedores e ainda Porto Rico terão a chance de obter uma das três vagas no Pré Olímpico Mundial.

Vejam os confrontos (média de pontos; média de pontos sofridos; %2; %3; %ll; rebotes; assists; bolas perdidas e bolas recuperadas)

Canadá: 101,0;  78,9;  52%;  43,3%;  71,1%;  46,4;  24,8;  12,0;  4,5

Venezuela: 71,1;  69,3;  49,3%;  27,4%;  65,8%;  33,4;  17,4;  10,6;  8,9

México: 88,4;  73,5;  53,0%;  35,2%;  79,2%;  36,6;  21,5;  11,8;  6,3

Argentina:80,3;  78,5;  52,7%;  36,5%;  68,5%;  36,8;  18,8;  10,4;  6,1

Destaque individuais de Canadá e Venezuela:

Cestinhas: Wiggins (CAN) – 15,5; Cox (VEN) – 11,8

Rebotes: Bennet (CAN) – 7,0; Colmenares (VEN) – 7,0

Assists: Joseph (CAN) – 6,4; Vargas (VEN) – 5,3

Destaques individuais de México e Argentina

Cestinhas: Ayon (MEX) – 19,1; Scola (ARG) – 22,4

Rebotes: Ayon (MEX) – 11,6; Scola (ARG) – 11,4

Assists: Cardenas (MEX) – 5,0; Campazzo (ARG) – 6,3

Ùltimas participações

Argentina – 2012 – 4o. lugar

Canadá – 2000 – 7o. lugar

Venezuela – 1992 – 11o.

México – 1976 – 10.o

 

Jogos Olímpicos · Pré Olímpicos

Os caminhos que levam ao Rio-2016

Amigos do Basquetebol

Terminado o Pré Olímpico Europeu Feminino que apontou Sérvia como a primeira equipe classificada para os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro e às vésperas do início do Pré Olímpico Feminino das Américas vejam quais são os caminhos que as equipes terão que percorrer para chegar até lá.

Como sabem, nos Jogos Olímpicos, participam somente 12 equipes no masculino e 12 no feminino o que torna os Pré Olímpicos competições muito duras e injustas (sobre o tema publiquei os posts – https://vivaobasquetebol.wordpress.com/2011/09/18/espirito-olimpico-ou-injustica-olimpica/ e  https://vivaobasquetebol.wordpress.com/2012/07/09/espirito-olimpico-ou-injustica-olimpica-2/

Mais uma vez a Oceania é beneficiada pois há somente duas equipes em disputa e a vencedora do confronto direto (Austrália x N.Zelândia) estará classificada enquanto a perdedora tem sua vaga grantida nos pré-olímpicos mundiais que serão disputados em 2016 (feminino de 13 a 19 de junho e masculino de 4 a 10 de julho em locais ainda há serem definidos).

Nas duas competições olímpicas os Estados Unidos já estão classificados, pelo fato de terem se sagrado Campeões Mundiais. O Brasil, como país sede, está na dependência de uma decisão da Central Board da FIBA para garantir sua vaga. (Até o momento que escrevo e divulgo este post ainda não temos essa decisão).

No masculino os pré-olímpicos garantirão vaga para mais 7 equipes. Portanto  restarão 3 vagas para o Pré Olimpico Mundial  (POM) caso o Brasil seja confirmado. Não sendo confirmado este número subirá para 4 vagas disputadas por 12 equipes.

As vagas no masculino estão assim distribuídas:

América – 10 equipes – 2 vagas (3 para o POM) – será realizado no México de 31/08 a 13/09

África – 16 equipes – 1 vaga (2 para o POM) – será realizado na Tunísia de 19 a 30/08

Ásia – 16 equipes – 1 vaga (2 para o POM) – será realizado na China de 23/09 a 3/10

Europa – 24 equipes – 2 vagas (4 para o POM) – será realiado de 5 a 20/09 em Berlin, Riga, Zagreb e MOntpellier. A fase final será em Lille na França

Oceania – 2 equipes – 1 vaga (1 para o POM) – melhor de 3 entre 15 e 18/08

No feminino os pré-olímpicos garantirão vaga para seis equipes, além dos Estados Unidos. Portanto  restarão 5 vagas para o Pré Olimpico Mundial  (POM) caso o Brasil seja confirmado. Não sendo confirmado este número subirá para 6 vagas disputadas por 12 equipes.

As vagas no feminino estão assim distribuídas:

América – 10 equipes – 1 vagas (3 para o POM) – será realizado no Canadá de 9 a 16/08

África – 12 equipes – 1 vaga (2 para o POM) – será realizado em Camarões de 24/09 a 3/10

Ásia – 12 equipes – 1 vaga (2 para o POM) – será realizado na China de 29/08 a 5/9

Europa – 24 equipes – 2 vagas (4 para o POM) – Classificada diretamente:   Sérvia. Classificadas para o Pré-Olímpico Mundial: França, Espanha, Bielorrússia e Turquia

Oceania – 2 equipes – 1 vaga (1 para o POM) – melhor de 3 entre 15 e 18/08

Independentemente dos classificados teremos a certeza de uma grande competição reunindo o que há de melhor no basquetebol mundial, apesar da ausência de outras grandes potências.

História do Basquetebol · Opinião do autor · Pré Olímpicos · Todos os posts

10 de setembro – temos muito a comemorar

Amigos do basquetebol

Dez de setembro não é somente mais um dia do mês da primavera.

Nosso basquetebol tem muito a comemorar nesta data.

Em 1960, nos Jogos Olímpicos de Roma, o Brasil, após perder para os Estados Unidos por 90 x 63, conquistava a medalha de bronze. Lembrando que naqueles Jogos houve um quadrangular final e o Brasil foi também derrotado pela União Soviética por por 64 x 62. O quarto time era a Itália e como o Brasil venceu os italianos na fase de classificação (78 x 75) ficamos com o Bronze.

Nossa equipe: Algodão, Amaury, Wlamir, Blas, Mosquito, Fernando de Freitas, Rosa Branca, Jatyr, Sucar, Edson Bispo, Waldyr Boccardo e Waldemar Blatkauscas. Técnico: Kanela.

Outro 10 de setembro importantíssimo para nosso basquetebol aconteceu no ano passado. Em um sábado à noite o Brasil marcava seu retorno aos Jogos Olímpicos, depois de quase 16 anos de ausência, ao vencer a República Dominicana no Pré Olímpico das Américas, disputado em Mar Del Plata, por 83×76. O Técnico Ruben Magnano, seus assistentes José Neto, Demétrius Ferraciú e Fernando Duró e o preparador físico Diego Jeleilate contaram com os seguintes atletas: Marcelinho Machado, Nezinho, Rafael Luz, Augusto Lima, Benite, Marcelinho Huertas, Alex, Rafael Hettsheimer, Guilherme Giovannonni, Caio Torres, Marquinhos e Tiago Splitter.

Essas são datas marcantes que sempre devem ser lembradas por todos os amantes do esporte e, principalmente, do basquetebol.

O Brasil comemora sua volta aos Jogos Olímpicos

Nosso time em Roma – 1960
Pré Olímpicos · Todos os posts

Pré-Olímpico Masculino: três vagas em jogo na Venezuela

Amigos do Basquetebol

De 2 a 8 de julho começa uma acirrada disputa pelas três vagas restantes para o basquetebol masculino nos Jogos Olímpicos de Londres. A disputa promete ser duríssima, pois os quatro países europeus (Rússia, Lituânia, Grécia e Macedônia) virão com toda força para obter essas três vagas. Além deles, Porto Rico, Venezuela e República Dominicana tentarão a façanha. Nova Zelândia, Nigéria, Angola, Jordânia e Coreia completam o grupo, mas sem qualquer chance de classificação.

Os doze países foram divididos em três grupos:

A – Grécia, Jordânia e P.Rico

B – Venezuela, Nigéria e Lituânia

C – Rússia, Coreia e R.Dominicana

D – Angola, Macedônia e N.Zelândia

O sistema de disputa prevê a classificação de dois países por grupo, sendo que os confrontos serão os seguintes: (a) 1º A x 2º B; (b) 2º B x 1º A; (c) 1º C x 2º D; (d); 2º C x 1º D. As semifinais serão realizadas entre Venc. (a) x Venc (c) e Venc (b) x Venc (d). Os vencedores estarão automaticamente classificados e os perdedores farão o “jogo da morte” (ou da Vida) para apontar o último classificado.

Opinião para os jogos semifinais: Grécia x Rússia e Lituânia x Macedônia. Classificados Rússia, Lituânia e Grécia.

A tabela completa poderá ser vista em http://london2012.fiba.com/pages/eng/fe/12/olym/p/asid/6229/eid/6232/lid//rid//sid/6232/schedule.html

Dos países participantes deste Torneio Pré-Olímpico, Jordânia, Venezuela, Nigéria, Rep. Dominicana e Macedônia nunca participaram dos Jogos Olímpicos.

A Rússia (incluindo a fase de União Soviética) participou em 12 edições dos Jogos, vencendo duas vezes e obtendo 3 medalhas de prata e 4 de bronze. Porto Rico participou por 7 vezes e sua melhor colocação foi o 4º lugar. Seguem (participações e melhor colocação): Coreia (6, 8º); Lituânia (5, três medalhas de bronze); Angola (5, 12º); Grécia (3, 5º); Nova Zelândia (2, 10º).

Ranking da FIBA: Grécia (4º), Lituânia (5º), Rússia (11º), Angola (15º), P.Rico (16º), N.Zelândia (18º), Nigéria (21º), Venezuela (22º), R.Dominicana (25º), Jordânia (28º), Coreia (31º) e Macedônia (33º).

Lembrando que uma das seleções classificadas estará no grupo do Brasil que ainda terá a Austrália, China, Espanha e Grã Bretanha.

 

Pré Olímpicos · Todos os posts

Pré-Olímpico Feminino: começam a ser definidas as últimas cinco vagas para Londres

Amigos do Basquetebol

De 25 de junho a 1 de julho, em Ankara (Turquia) doze países começarão a luta pelas cinco vagas restantes para o basquetebol feminino nos Jogos Olímpicos de Londres.

Os doze países foram divididos em três grupos:

A – Turquia, Japão e Porto Rico

B – Nova Zelândia, Argentina e República Tcheca

C – Moçambique, Coreia do Sul e Croácia

D – Canadá, França e Mali

O sistema de disputa prevê a classificação de dois países por grupo, cruzando os classificados de A x B (1º. X 2º e 2º. X 1º) e os classificados de C x D. Os vencedores estarão automaticamente classificados para os Jogos Olímpicos. Os perdedores jogarão pela última vaga.

A tabela completa poderá ser vista em http://london2012.fiba.com/pages/eng/fe/12/olym/p/asid/6226/eid/6232/lid//rid//sid/6232/schedule.html

Dos países participantes deste Torneio Pré-Olímpico, cinco nunca participaram dos Jogos: Turquia, Porto Rico, Nova Argentina, Moçambique e Croácia.

A Coreia é o país com maior número de participações (6), seguida da República Tcheca (5, sendo 3 como a antiga Tchecoslováquia), Canadá (4), Japão (3), Nova Zelândia (2), França e Mali (1).

Desses, somente a Coreia obteve medalha (prata), em 1984. Em 2008, na China, estiveram presentes: Nova Zelândia (10º), Repúbica Tcheca (7º), Coreia (8º) e Mali (12º).

No ranking da FIBA, a República Tcheca é a melhor posicionada (4º). Os demais ocupam as seguintes posições: França (8º), Coreia (9º), Canadá (11º), Argentina (12º), Japão (15º), Nova Zelândia (16º), Mali (19º), Turquia (21º), Porto Rico (24º), Croácia (31º) e Moçambique (37º).

Lembrando que duas das seleções classificadas estarão no grupo do Brasil que ainda terá a Rússia, Austrália e Grã Bretanha.

Opinião sobre as possíveis seleções classificadas: República Tcheca, França, Turquia, Croácia e Coreia.

História do Basquetebol · Pré Olímpicos · Todos os posts

11-11-2011

No dia 11-11-2011 lembro alguns atletas que brilharam com essa camisa no basquetebol brasileiro e mundial. Esse post nasceu a partir de uma lembrança que o colega Marcelo Berro colocou no facebook e que foi ampliada pelo Flávio Espiga. Vale pela descontração. Puxe pela memória e acrescente os seus camisas 11.

Marcel – não precisa explicação

Menon – um dos jogadores mais técnicos que vi jogar

Sabonis – talvez o maior jogador soviético de todos os tempos e que brilhou na NBA jogando pelo Portland Trail Blazers

Meneghin – o maior pivô italiano de todos os tempos

Karl Malone – usou a 11 nos Jogos Olímpicos de Barcelona no Dream Team

Edson Bispo – um dos grandes pivôs do Brasil

Cosic – lendário pivô da antiga Iugoslávia

Dante De Rose Junior – astro do Instituto Estadual de Ensino Coronel Bonifácio de Carvalho de São Caetano do Sul nos Jogos Escolares de 1969 (kkk)